Antes da greve, gasolina estava R$ 0,43 mais barata em Campo Grande

Há um ano, o combustível estava R$ 0,93 mais barato

Antes da greve dos caminhoneiros, o campo-grandense encontrava gasolina a R$ 3,89 o litro em vários postos. Dez dias após o fim da paralisação nacional dos motoristas, o preço do combustível subiu R$ 0,43, aumentando para R$ 4,32 a média de preço pelo litro. Na contramão, o etanol, que antes estava R$ 3,29 o litro, agora caiu para R$ 3,24.

O Sinpetro informou à reportagem que o preço não voltará a ter o mesmo valor dos dias que antecederam a greve, pois os valores se baseiam em tabela estabelecida pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível) e são divulgadas às refinarias.

Segundo dados da ANP, no período de um ano, o preço do litro da gasolina aumentou R$ 0,93. Em junho de 2017, o preço nas bombas estava em R$ 3,39.

Ainda segundo tabela da agência, o preço máximo da gasolina praticado nos postos de combustível seria R$ 4,49. Este valor foi encontrado em pelo menos dois postos de gasolina na Capital, conforme a última pesquisa do Jornal Midiamax em 26 postos da cidade. Confira os preços levantados pelo Midiamax aqui.

Confira a tabela de preços atuais da gasolina nas cidades de MS:

Antes da greve, gasolina estava R$ 0,43 mais barata em Campo Grande
Fonte: ANP

Confira a tabela de preços da gasolina em 2017 nas cidades de MS:

Antes da greve, gasolina estava R$ 0,43 mais barata em Campo Grande
Fonte: ANP

Confira a tabela de preços atuais de etanol nas cidades de MS:

Antes da greve, gasolina estava R$ 0,43 mais barata em Campo Grande
Fonte: ANP

Confira a tabela de preços do etanol de 2017 nas cidades de MS:

Antes da greve, gasolina estava R$ 0,43 mais barata em Campo Grande
Fonte: ANP
Antes da greve, gasolina estava R$ 0,43 mais barata em Campo Grande
Mais notícias