Procon-MS faz mais de 80 atendimentos na Black Friday e não autua lojistas

Reclamações por publicidade enganosa

Mais de 80 atendimentos foram realizados pelo Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) nesta sexta-feira (24) durante a Black Friday. Segundo o superintendente Marcelo Salomão, mediou diversos acordos, mas não chegou a autuar lojistas e a maioria das reclamações são em decorrência de publicidade enganosa.

“Já fizemos vários acordos em lojas. Foram mais de 80 atendimentos, pelos quais estamos orientando as lojas”, explica Salomão. Ele diz que não houveram autuações a comerciantes esta Black Friday, pois o intuito do órgão é realizar a orientação.

“Estamos abrindo reclamações e processos administrativos e dando suporte ao consumidor”, completa. Dentre os atendimentos, em todos os casos houve acordo entre consumidores e lojistas, mediados pelos agentes do Procon-MS.

Segundo o superintendente, o maior número de reclamações são referentes à publicidade enganosa. “O fornecedor informa as promoções em tablóide, jornal, ou folheto, e alguns não tem cumprido e estamos orientando sobre o cumprimento destas informações. O princípio mais importante do CDC (Código de Defesa do Consumidor)  é a informação. Ele tem que cumprir aquilo que prometeu, caso não faça isso, nós vamos autuar o comerciante”.

Pela manhã 16 agentes percorreram o centro de Campo Grande e na parte da tarde, mais 15 pessoas realizaram os atendimentos. Além disso, 5 fiscais estão visitando as lojas. Salomão declara que as ações foram positivas e, com isso, o Procon-MS planeja realizar atendimentos esporádicos em datas específicas, tanto no centro como em centros comerciais de bairros da Capital.

Mais notícias