Preço de presentes para as crianças varia até 230% em 10 lojas da Capital

Foram avaliados 101 itens

Um levantamento feito em 10 lojas da Capital mostrou que a variação nos preços dos brinquedos para este pode chegar até 230%. A pesquisa realizada pelo , de 25 a 29 de setembro e divulgada nesta quarta-feira (04), inclui entre vários itens bicicletas, bonecas, bonecos de personagens, jogos, carrinhos e pistas entre outros artigos.

De acordo com o Procon, o objetivo do levantamento é oferecer aos consumidores referências de preços em cada estabelecimento comercial de Campo Grande. Na pesquisa é possível também identificar o estabelecimento com o maior número de produtos com o menor preço e o com mais produtos com preços mais elevados.

A boneca Baby Alive Borboletinha – loira de 30 cm –  lidera o ranking de variação. O preço vai de R$99,99 chegando em R$ 329,99, uma diferença de 230, 02%. Seguida da massinha de modelar Super Massa Dinossauros, com uma variação de 217, 73%. Os preços vão de R$ 22,00 a R$ 69,90.Preço de presentes para as crianças varia até 230% em 10 lojas da Capital

Já os entre os itens com menor variação estão a massinha de modelar Play-Doh Frozen Palácio de Gelo da Elza, com diferença de apenas 0,05%, preços entre R$ 199,90 a R$ 199,99 de uma loja a outra. E o brinquedo Punhos do Hulk com a mesma variação de preços

É importante ressaltar que dos 101 itens avaliados, apenas 22 não apresentaram nenhuma variação de preços de um estabelecimento ao outro. Entre eles a boneca Baby Alive Borboletinha – morena 30cm – cujo preço fica em R$ 329,99 em todos os estabelecimentos. A mesma que liderou o ranking de variação na versão loira, tendo um preço mínimo de R$ 99,99. A tabela completa pode ser consultada aqui. 

O Procon lembra que os fornecedores informam que os preços que constam na pesquisa são válidos até a data anunciada no panfleto ou enquanto durarem os estoques. E que os consumidores devem exigir a nota ou o cupom fiscal no ato da compra, assim como, testar o produto. 

Preço de presentes para as crianças varia até 230% em 10 lojas da Capital
Mais notícias