Índice de preço ao consumidor tem alta na primeira semana de março

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande) teve alta de 0,52% na primeira semana de março.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nepes), professor Celso Correia, as variações da primeira semana de março com a primeira semana de fevereiro, teve uma forte alta nos preços do grupo Alimentação.

A elevação média de preços do grupo Alimentação neste período foi de 2,48%. O produto que apresentou a maior alta foi o tomate, com aumento de 55,35%. Em seguida aparecem frutos e verduras: melancia aumentou 39,92%; repolho 28,50%; pimentão, 25,90%; uva, 21,84; limão, 19,59%; e mamão, 19,04%, como os que mais se destacaram.

No subgrupo de carnes, houve aumento no preço do acém, paleta, coxão-mole, alcatra e patinho. Os maiores índices foram registrados no preço do acém, 6,91%; e da paleta, 6,26%. O frango congelado e os miúdos também subiram em 1,19% e 5,82%, respectivamente. Entre os cortes de carne suína, a bisteca aumentou 2,55%.

Mais notícias