Trecho do Rio Miranda que transbordou semana passada sai de situação de emergência

Apesar de o nível ainda estar acima do normal, Imasul tira alerta de ponto na estrada MT-738

Boletim emitido nesta terça-feira (26) pelo Imasul (Instituto de de ) retirou da situação de emergência ponto do na altura da estrada MT-738, no encontro com o Rio Nioaque. O local chegou a transbordar na semana passada, invadindo casas de ribeirinhos.

Então, nesta terça-feira, a régua que fica no local mediu 6,39 m, nível um pouco abaixo dos 6,5 m, considerado situação  de emergência. Agora, o trecho está apenas em alerta, pois ainda está acima dos 4,5m, então é considerado cheia.

Assim, apenas na altura do rio que passa pelo município de Miranda permanece em emergência, pois mediu 7,46m nesta terça-feira, ultrapassando os 7m, valor de referência para iniciar a emergência. O nível do rio é considerado normal neste ponto quando está abaixo dos 6m.

Também em alerta por estar com nível acima do normal está o , em Coxim. O nível abaixou um pouco nesta terça-feira, passando de 4,26m para 4,12m, porém continua acima dos 4m e está em observação.

Rios cheios em MS

A cidade de Nioaque, a 187 km de Campo Grande, foi a primeira a declarar situação de emergência por conta do volume de chuvas. Pois, o  tempo chuvoso não tem dado trégua nestes últimos dias, causando enxurradas, alagamentos e inundações na cidade. Famílias foram desalojadas e maioria procurou abrigo em casa de parentes.

Ainda segundo a , cidades como Anastácio, Aquidauana, Bonito, Coxim e Miranda estão em observação. Então, diante das condições climáticas já registradas e das estimadas para os próximos dias, a população que reside em municípios com históricos de alagamentos precisa ficar atenta.

Trecho do Rio Miranda que transbordou semana passada sai de situação de emergência
Mais notícias