Cotidiano

Procon cobra do Sinpetro explicação para aumento no preço do etanol em MS

Após os aumentos nos valores do etanol nos últimos dias, o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato grosso do Sul), terá dez dias para informar se tem conhecimento de eventual aumento no valor do etanol junto às usinas e distribuidoras. O prazo ocorre por conta de uma […]

Gabriel Neves Publicado em 25/02/2021, às 09h28 - Atualizado às 12h01

Procon-MS deu prazo de dez dias para que explicações sejam entregues. (Foto: Divulgação/Procon-MS)
Procon-MS deu prazo de dez dias para que explicações sejam entregues. (Foto: Divulgação/Procon-MS) - Procon-MS deu prazo de dez dias para que explicações sejam entregues. (Foto: Divulgação/Procon-MS)

Após os aumentos nos valores do etanol nos últimos dias, o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato grosso do Sul), terá dez dias para informar se tem conhecimento de eventual aumento no valor do etanol junto às usinas e distribuidoras.

O prazo ocorre por conta de uma notificação enviada pelo Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), nesta quinta-feira (25). De acordo com o órgão, o prazo é improrrogável. Mesmo com ICMS menor que da gasolina, ainda não compensa abastecer no etanol  em Mato Grosso do Sul.

A notificação também pede que o Sinpetro indique qual o percentual aplicado para os aumentos registrados e, os motivos da elevação do preço.

De acordo com o Procon-MS, a notificação leva em consideração que os valores atuais praticamente inviabilizam atividades laborais a pessoas que dependem dos veículos como fonte de renda e sustentação de suas famílias.

Jornal Midiamax