Cotidiano

Sem chuvas, rio de MS entra em período de estiagem com nível de menos 2 metros

A estação do rio Pardo, na Fazenda Buriti, em Aquidauana, a 147 quilômetros de Campo Grande, entrou no período em nível de estiagem, nesta terça-feira (30), com cota abaixo no normal. De acordo com o boletim diário do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), sem chuvas nesta semana, o nível da […]

Karina Campos Publicado em 30/03/2021, às 12h11

Seca no rio no Estado do Paraná durante estiagem de janeiro. (Foto: Gazeta Sul)
Seca no rio no Estado do Paraná durante estiagem de janeiro. (Foto: Gazeta Sul) - Seca no rio no Estado do Paraná durante estiagem de janeiro. (Foto: Gazeta Sul)

A estação do rio Pardo, na Fazenda Buriti, em Aquidauana, a 147 quilômetros de Campo Grande, entrou no período em nível de estiagem, nesta terça-feira (30), com cota abaixo no normal.

De acordo com o boletim diário do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), sem chuvas nesta semana, o nível da estação atinge menos de 2 metros. Em cerca de 24 horas, o volume de água reduziu de 3,1 metros para 2,8m.

Sem chuvas, rio de MS entra em período de estiagem com nível de menos 2 metros
Boletim imasul

A bacia do rio faz encontro com o rio Paraná, que também banha na região sul do país. Em janeiro deste ano, o Jornal Gazeta Sul divulgou a situação crítica do rio em regiões da Várzea do Camargo, onde a estiagem transformou o Rio Pardo em um riacho por conta da falta de chuvas. O baixo volume de água não possibilitava nem mesmo o banho de moradores ribeirinhas.

Jornal Midiamax