Cotidiano

Sedhast amplia home office devido ao avanço da Covid-19

Não foi estipulado data para acabar regime de teletrabalho

Renata Volpe Publicado em 05/04/2021, às 07h43

Sede da Sedhast em Campo Grande
Sede da Sedhast em Campo Grande - (Foto: Divulgação/Governo de MS)

O regime de teletrabalho da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) que deveria ter acabado nesta segunda-feira (5) foi ampliado para conter o avanço da Covid-19 no Estado.

Segundo a resolução publicada no Diário Oficial do Estado, o home office foi ampliado para todas as unidades da Sedhast, em caráter temporário, aplicável às atividades que possam ser exercidas de forma mista, presencial e remota, sem prejuízo do serviço público, e, cujos resultados sejam efetivamente mensuráveis, com efeitos equiparados aos de atuação presencial. 

Cada Superintendência fica responsável para elaboração de proposta e efetivação das medidas que visem à segurança das pessoas e à ocupação segura dos ambientes de trabalho, sem prejuízo da continuidade das atividades e serviços públicos.

Com isso, as reuniões deverão ser feitas por videoconferência ou de outros meios eletrônicos e, na impossibilidade, a determinação dos protocolos a serem seguidos para que estas ocorram de forma presencial em ambiente próprio, de acordo com a realidade de cada serviço; II - limitação do percentual ou da quantidade de servidores que prestarão os serviços de forma presencial; III - fixação de turnos de revezamento entre os servidores. 

Assim, para a efetivação dos serviços e atendimento ao público, que ocorram de forma presencial, deverão ser observados, a limitação de atendimento ao público de, no máximo, 50% da sua capacidade instalada e o distanciamento mínimo de 1,5 m entre as pessoas presentes no local. 

Jornal Midiamax