Cotidiano

Secretaria de Saúde confirma mais 13 mortes e 542 novos casos de covid-19 em MS

Secretaria de Estado de Saúde aponta para total de 181.528 casos e 3.319 óbitos. Ocupação de leitos de UTI já beira a saturação.

Jones Mário Publicado em 28/02/2021, às 11h11 - Atualizado às 11h20

Drive-thru para exames de covid-19 em Campo Grande (Foto: Leonardo de França/Arquivo Midiamax)
Drive-thru para exames de covid-19 em Campo Grande (Foto: Leonardo de França/Arquivo Midiamax) - Drive-thru para exames de covid-19 em Campo Grande (Foto: Leonardo de França/Arquivo Midiamax)

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou mais 542 casos de infecção pelo novo coronavírus em Mato Grosso do Sul. O boletim deste domingo (28) ainda trouxe mais 13 mortes pela doença. Agora, já são 181.528 ocorrências de covid-19 no Estado, bem como 3.319 óbitos.

De acordo com a SES, seis das 13 mortes são de Campo Grande – quatro homens, de 54, 62, 70 e 78 anos; e duas mulheres, de 75 e 91 anos.

Os demais são de Coxim (homem de 87 anos), Vicentina (homem de 41 anos), Bela Vista (homem de 77 anos), Sete Quedas (homem de 43 anos), Bodoquena (homem de 80 anos), Dourados (homem de 78 anos) e Terenos (mulher de 60 anos).

Já entre os casos novos noticiados pela Secretaria de Saúde, 275 são de Campo Grande, ou seja, mais da metade. Dourados confirmou mais 72 contaminados. Naviraí, outros 28. Três Lagoas constatou mais 24 casos, enquanto que Aquidauana, Corumbá e Costa Rica somaram mais 10 cada.

Entre os infectados, 612 estão hospitalizados no Estado, dos quais 294 têm quadro mais grave e ocupam leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A taxa de ocupação de leitos públicos de UTI está em 89%, ou seja, a cada dez camas, apenas uma está vaga. O percentual é de 79% nos leitos privados para pacientes graves.

A ocupação global de leitos de UTI beira a saturação na macrorregião de Dourados (96%). Na macro de Campo Grande, a taxa já é de 88%. Os índices são menores em Corumbá (75%) e Três Lagoas (74%).

O boletim completo deste domingo (28) pode ser acessado aqui.

Jornal Midiamax