Cotidiano

Restrições? Grupos de WhatsApp divulgam festas com bebida e piscina até a madrugada em MS

Passando por uma nova fase da pandemia de coronavírus e determinação de novas medidas para conter a doença, como a redução do toque de recolher, festas clandestinas continuam com divulgações pelas redes sociais. Para tentar driblar a fiscalização, a organização planeja um evento, marcado para o sexta-feira (12), em uma chácara ‘afastada’ da área urbana, […]

Karina Campos Publicado em 10/03/2021, às 07h31 - Atualizado às 08h07

(Foto: Reprodução/Leitor Midiamax)
(Foto: Reprodução/Leitor Midiamax) - (Foto: Reprodução/Leitor Midiamax)

Passando por uma nova fase da pandemia de coronavírus e determinação de novas medidas para conter a doença, como a redução do toque de recolher, festas clandestinas continuam com divulgações pelas redes sociais.

Para tentar driblar a fiscalização, a organização planeja um evento, marcado para o sexta-feira (12), em uma chácara ‘afastada’ da área urbana, sendo que a localização só é repassada no privado e na data. Outro aviso da festa é da presença de vários DJs, bebidas até 0h, narguilé e piscina liberadas.

Novas medidas

Sem vagas em hospitais e a improvisação de oxigênio em macas, nas UPAs (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário), o Governo do Estado deve decretar, nesta quinta-feira (11), toque de recolher em todo os seus 79 municípios das 20h às 5h, em todos os municípios de Mato Grosso do Sul.

Além disso, há a confirmação da circulação da variante P1 do SARS-COv2 no território sul-mato-grossense, que pode aumentar a transmissão da doença no estado. Durante o horário do toque de recolher, poderão funcionar somente os serviços de saúde, transporte, alimentação por meio de delivery, farmácias, funerárias, postos de gasolinas e indústrias.

O decreto também prevê os horários das atividades e serviços que não são classificados como essencial. Aos sábados, as atividades e serviços não consideradas como essenciais poderão manter-se em funcionamento e abertos ao público das 5 às 16 horas. Já aos domingos, fica proibido o funcionamento e a abertura ao público.

Jornal Midiamax