Cotidiano

Reflexo da vacinação: morte de idosos acima de 90 anos por covid cai 47% em MS

Resultado positivo é verificado após início da imunização no Estado

Gabriel Maymone Publicado em 06/04/2021, às 13h49

Vacinação de idosos já tem reflexo positivos em MS
Vacinação de idosos já tem reflexo positivos em MS - Leonardo de França / Midiamax

Um mês após idosos com 90 anos ou mais receberem a 2ª dose da vacina contra covid, o número de mortes pela doença caiu 47% em Mato Grosso do Sul, segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde).

Conforme os dados oficiais, em janeiro deste ano, foram registrados 34 óbitos de idosos nessa faixa etária. O número caiu para 18 em março, uma redução de quase metade do total registrado no início do ano, quando esse público ainda não havia sido vacinado.

O resultado positivo acontece um mês após a conclusão da imunização desse grupo. No vacinômetro, mantido pelo governo do Estado, há apenas o  registro de pessoas acima de 80 anos que receberam o imunizante. Até a manhã desta terça-feira (06), 45 mil pessoas dessa faixa etária haviam recebido ao menos 1 dose da vacina, sendo que 30 mil receberam o reforço.

Em Campo Grande, os idosos  com 90 anos ou mais começaram a ser imunizados no dia 6 de fevereiro. Então, no dia 1º  de março, começaram a receber a 2ª dose.

Queda de internações

Em live feita no fim de março, o secretário municipal de saúde de Campo Grande, José Mauro Filho, informou que morte e internação de pessoas com mais de 90 anos em decorrência da covid praticamente zerou em Campo grande, conforme avaliação da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

“Internados e óbitos praticamente zeraram acima de 90 anos. A Sesau acredita que esse resultado é por causa da vacina”, detalhou, reforçando que o mesmo resultado é observado em outras cidades brasileiras. “A questão é vacinar”, completou.

Jornal Midiamax