Cotidiano

Próximo a liberação de pesca, Rio Miranda permanece em nível de alerta

Se aproximando ao fim da piracema e liberação de pesca, no domingo (28), o nível do rio Miranda, a 196 quilômetros de Campo Grande, continua em cota de alerta, após as chuvas da semana passa. Conforme o monitoramento do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), desde segunda-feira (22), o nível permanece […]

Karina Campos Publicado em 25/02/2021, às 14h36

Foto da ponte sobre o rio Miranda, na MS- (Foto: Arquivo/Midiamax))
Foto da ponte sobre o rio Miranda, na MS- (Foto: Arquivo/Midiamax)) - Foto da ponte sobre o rio Miranda, na MS- (Foto: Arquivo/Midiamax))

Se aproximando ao fim da piracema e liberação de pesca, no domingo (28), o nível do rio Miranda, a 196 quilômetros de Campo Grande, continua em cota de alerta, após as chuvas da semana passa.

Conforme o monitoramento do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), desde segunda-feira (22), o nível permanece 5% a mais da cota de referência, atingindo 687 centímetros. Nesta quinta-feira (25), o nível da água reduziu para 672 cm, ainda na cota acima do normal.

Próximo a liberação de pesca, Rio Miranda permanece em nível de alerta
(Foto: Reprodução/Imasul)

Na semana passada, a Sala de Situação do instituto chegou a emitir alerta para risco do transbordar do rio, e alagas regiões ribeirinhas, no distrito Águas de Miranda, no município de Bonito.

Ainda conforme o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), até o fim de semana, nuvens aumentam ao longo do dia por causa do calor e da umidade e há possibilidade para pancadas de chuva isoladas podendo estar acompanhadas de raios e ventos.

Jornal Midiamax