Cotidiano

Por desmatar mais de 7 hectares, fazendeiro é autuado em R$ 56 mil pela PMA-MS

Após desmatar 7,12 hectares de Mata Atlântica, um proprietário rural foi autuado em R$ 56 mil pela PMA-MS.

Dândara Genelhú Publicado em 07/02/2021, às 13h23

Foto: Reprodução/ PMA-MS.
Foto: Reprodução/ PMA-MS. - Foto: Reprodução/ PMA-MS.

Após desmatar 7,12 hectares de Mata Atlântica, um proprietário rural foi autuado em R$ 56 mil pela PMA-MS (Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul). O caso aconteceu em Tacuru, a 422 km de Campo Grande, na tarde deste sábado (6).

Assim, a polícia militar afirma que o desmatamento ilegal foi realizado com uso de máquinas. O bioma atlântico é protegido por lei. Com a fiscalização, o infrator admitiu que não possuía licença ambiental para a atividade.

Ele disse ainda que comprou o imóvel em 2020 e é residente de Amambai. Durante a ação, foi realizada caracterização do solo com um drone. Então, foi comprovado que parte da área já estava com pastagem e outra já havia sido preparada com gradeamento para o plantio da gramínea.

Em relação à madeira que foi fruto do desmatamento, a equipe da PMA-MS informou que não foi encontrada. As atividades do local foram interditadas e o fazendeiro responderá por crime ambiental. O homem também foi notificado a apresentar o Prada (Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada)

Jornal Midiamax