Cotidiano

PMA autua fazendeiro em R$ 7 mil por derrubar árvores em área de preservação em Ivinhema

A PMA (Policia Militar Ambiental) de Batayporã autuou um fazendeiro em R$ 7 mil por derrubar árvores nativas e destruir uma lavoura de urucum. A fiscalização aconteceu no município de Ivinhema a 288 km de Campo Grande, neste sábado (30). Na fazenda, uma máquina retroescavadeira estava preparando uma vala para enterrar o material lenhoso nativo […]

Ranziel Oliveira Publicado em 31/01/2021, às 17h12

(Foto: Divulgação / PMA)
(Foto: Divulgação / PMA) - (Foto: Divulgação / PMA)

A PMA (Policia Militar Ambiental) de Batayporã autuou um fazendeiro em R$ 7 mil por derrubar árvores nativas e destruir uma lavoura de urucum. A fiscalização aconteceu no município de Ivinhema a 288 km de Campo Grande, neste sábado (30).

Na fazenda, uma máquina retroescavadeira estava preparando uma vala para enterrar o material lenhoso nativo da referida derrubada, bem como, outros dois pontos onde possivelmente já teriam sido enterrados outros materiais ilegalmente.

Espécies como Farinha Seca, Angico, Embaúba e outras foram extraídas. Os Policias mediram a área derrubada com uso de GPS, totalizando 3.100 metros quadrados em vegetação nativa protegida pertencente ao Bioma Mata Atlântica.

O infrator de 50 anos, morador da cidade de Ivinhema, foi autuado administrativamente ontem (30) e multado em R$ 7.000,00. Ele também responderá por crime ambiental de desmatamento em área protegida de mata atlântica que tem pena prevista de um a três anos de detenção.

Jornal Midiamax