Cotidiano

Para tentar reduzir lotação, Campo Grande tem 23 ônibus e 170 viagens extras a partir desta terça

As linhas de ônibus ganham reforço em Campo Grande a partir desta terça-feira (9) como uma medida para reduzir a lotação no transporte coletivo na pandemia. O reforço na linha foi uma determinação da Prefeitura da Capital e os passageiros contam com 23 ônibus extras nas ruas, resultando em 170 viagens a mais.  O Consórcio […]

Mylena Rocha Publicado em 09/03/2021, às 07h56 - Atualizado às 11h36

Passageiros embarcam em ônibus de Campo Grande. (Foto: Leonardo de França/Midiamax)
Passageiros embarcam em ônibus de Campo Grande. (Foto: Leonardo de França/Midiamax) - Passageiros embarcam em ônibus de Campo Grande. (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

As linhas de ônibus ganham reforço em Campo Grande a partir desta terça-feira (9) como uma medida para reduzir a lotação no transporte coletivo na pandemia. O reforço na linha foi uma determinação da Prefeitura da Capital e os passageiros contam com 23 ônibus extras nas ruas, resultando em 170 viagens a mais. 

O Consórcio Guaicurus informou ao Jornal Midiamax que, conforme determinação da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), foram colocados 23 ônibus a mais nas ruas. Os veículos extras contribuem com 92 viagens a mais durante o horário de pico da manhã e 78 viagens extras no pico da tarde. 

A Agetran disse que o reforço acontecerá durante os horários de pico, pela manhã, entre às 5h30 e 8h, e a tarde, entre às 16h e 19. A prefeitura avalia que mais de 9 mil passageiros devem ser atendidos com os reforços.

“No período da manhã, durante horário de pico serão disponibilizadas aos passageiros em torno de 90 a 95 viagens a mais, o que representa 5.500 passageiros atendidos a mais. Para o período de pico da tarde, serão cerca de 75 viagens a mais, ou seja, 4.300 passageiros a mais atendidos”, informou nota.

Avanço do coronavírus

A decisão de aumentar a frota de ônibus foi tomada durante reunião no último sábado (6), como uma tentativa de conter o avanço do coronavírus na Capital. Além de mais ônibus nas ruas para evitar aglomeração no transporte coletivo, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) também determinou a abertura de novos leitos. 

Serão 20 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para somar às 283 vagas disponíveis no SUS (Sistema Único de Saúde) contratados em hospitais públicos, privados e filantrópicos. As barreiras sanitárias, criadas no ano passado, serão retomadas.

Jornal Midiamax