Cotidiano

Pai relata convulsão em criança com coronavírus em Campo Grande; infectologista explica

Pai relata que filha teve convulsão com suspeita de Covid-19 em Campo Grande. Especialista explica que casos podem acontecer devido à febre.

Mylena Rocha Publicado em 24/02/2021, às 14h00 - Atualizado em 25/02/2021, às 09h13

(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

O relato de um pai nas redes sociais nesta semana chamou a atenção para casos de coronavírus entre crianças em Mato Grosso do Sul. Ele relata que a filha teve quadro de convulsão e foi internada com suspeita de coronavírus em Campo Grande. Especialista conversou com o Jornal Midiamax e explica que as crises convulsivas estão relacionadas à febre, um dos sintomas da Covid-19. 

Julio Croda infectologista
Croda é referência no estudo do coronavírus no Brasil. (Foto: Saul Schramm)

O infectologista da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Julio Croda, ressalta que a convulsão em crianças está diretamente relacionada à febre. “Crianças com febre alta têm mais tendência à convulsão. Não é [sintoma] exclusivo da Covid-19, mas pode acontecer”, diz.

Nas redes sociais, o pai da paciente com suspeita de coronavírus conta que hospital de Campo Grande teria recebido outros casos semelhantes.

“A médica dela disse que muitas crianças estão chegando no hospital com crise de convulsão e são diagnosticadas com Covid-19. Ontem, eu e minha esposa só pudemos ver ela lá da rua”, conta o pai, que não pode visitar a filha por conta do risco de infecção.

Croda afirma que quadros de convulsão em casos de coronavírus não são comuns entre adultos. “Adulto não tem convulsão relacionado a febre, só criança que é mais sensível”, diz o infectologista. Ele ainda explica que convulsão em pacientes adultos podem acontecer em consequência do AVC (Acidente Vascular Cerebral), que é um dos sintomas graves de Covid-19.

Casos de coronavírus entre crianças

Dados da SES apontam que as crianças são minoria entre os casos confirmados de coronavírus em Mato Grosso do Sul. As crianças de até 9 anos representam apenas 3,5% dos casos confirmados no Estado. Pacientes de 10 a 19 anos representam 6,8% das confirmações de Covid-19.

Por enquanto, os adultos com idades de 30 a 39 anos são maioria: representam 23,9% dos casos confirmados. Os jovens de 20 a 29 anos são 19,8% dos infectados, enquanto pessoas de 40 a 49 anos representam 19% dos infectados.

Jornal Midiamax