Cotidiano

Operação flagra 117 pessoas na rua após toque de recolher e fiscaliza 208 comércios

Canal de atendimento da Guarda recebeu 177 ligações

Mylena Rocha Publicado em 01/04/2021, às 09h36

Nenhum estabelecimento foi autuado.
Nenhum estabelecimento foi autuado. - Divulgação/GCM

As restrições continuam em Campo Grande devido ao decreto estadual, mas as regras ainda são desrespeitadas pela população. Só na noite de quarta-feira (31), 117 pessoas foram abordadas nas ruas depois do toque de recolher, que começa às 20h. Além disso, foram fiscalizados 208 estabelecimentos comerciais.
A GCM (Guarda Civil Metropolitana) realizou ações de fiscalização nas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo. Além da fiscalização, a Guarda ainda participou de operação conjunta com Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).
Ao todo, foram 208 estabelecimentos fiscalizados, sendo que nenhum foi notificado. Durante o toque de recolher, 117 pessoas foram abordadas nas ruas e orientadas a ficar em casa. Conforme dados da GCM, o número 153 recebeu 177 ligações somente na quarta-feira (31), sendo que 92 eram sobre descumprimento das normas do decreto.
Também foi realizada uma operação para prevenção a acidentes de trânsito, da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran. Ao todo, foram feitas 367 abordagens, sendo 271 carros e 96 motos. Conforme dados da blitz, 367 condutores passaram pelo teste do bafômetro, mas nove recusaram. Segundo balanço da blitz, um dos motoristas não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e um estava com o CRLV (Certificado de registro e licenciamento de veículo) vencido. Um motorista foi flagrado dirigindo sem o cinto de segurança.

Jornal Midiamax