Cotidiano

Operação fecha três festas com aglomeração e fiscaliza 383 comércios em Campo Grande

Mesmo com o pico da pandemia e a falta de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Campo Grande, muitos ainda teimam em desrespeitar as orientações das autoridades de saúde. A recomendação é de que todos fiquem em casa e o toque de recolher começa às 16h no fim de semana, mas ainda assim, […]

Mylena Rocha Publicado em 28/03/2021, às 11h20 - Atualizado às 12h41

(Foto: Divulgação/GCM)
(Foto: Divulgação/GCM) - (Foto: Divulgação/GCM)

Mesmo com o pico da pandemia e a falta de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Campo Grande, muitos ainda teimam em desrespeitar as orientações das autoridades de saúde. A recomendação é de que todos fiquem em casa e o toque de recolher começa às 16h no fim de semana, mas ainda assim, foram flagradas três festas com aglomeração na Capital neste sábado (27). 

Operação fecha três festas com aglomeração e fiscaliza 383 comércios em Campo Grande
Guarda dispersou convidados de festa clandestina. (Foto: GCM)

Dados da operação realizada pela GCM (Guarda Civil Metropolitana) apontam que foram identificadas três festas com aglomeração nos bairros de Campo Grande. Em um dos casos, tratava-se de uma festa clandestina realizada próximo ao Tarsila do Amaral, em plena luz do dia. A festa acontecia em uma casa de aluguel e contava com mais de 50 pessoas. O evento foi encerrado e a casa foi fechada.

Nas ruas da Capital, 125 pessoas foram abordadas após o toque de recolher. A GCM (Guarda Civil Metropolitana) realizou ações de fiscalização nas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo.

Além da fiscalização, a Guarda ainda participou de operação conjunta com Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Ao todo, foram 383 estabelecimentos fiscalizados, sendo um foi notificado. Conforme dados da GCM, o número 153 recebeu 396 ligações somente no sábado (27), sendo que 214 eram sobre descumprimento das normas do decreto municipal.

Também foi realizada uma blitz Lei Seca, da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran. Ao todo, foram feitas 279 abordagens, sendo 210 carros e 69 motos. Conforme dados da blitz, 279 condutores passaram pelo teste do bafômetro, mas 13 recusaram. Segundo balanço da blitz, dois motoristas estavam com o CRLV (Certificado de registro e licenciamento de veículo) vencido e dois motorista dirigia alcoolizado.

Jornal Midiamax