Cotidiano

Oito instituições ganham selo de Compromisso com Igualdade de Gênero em Campo Grande

Oito instituições de Campo Grande recebem na quarta-feira (10) o selo de ‘Compromisso com a Igualdade de Gênero’ após adoção de ações efetivas em favor da igualdade no ambiente profissional. O selo será entregue pela Subsecretaria de Políticas para a Mulher no auditório do Semu, às 9h.  O selo foi criado em 2017 e é […]

Mylena Rocha Publicado em 09/03/2021, às 11h53

(Foto: Ilustrativa/Agência Brasil)
(Foto: Ilustrativa/Agência Brasil) - (Foto: Ilustrativa/Agência Brasil)

Oito instituições de Campo Grande recebem na quarta-feira (10) o selo de ‘Compromisso com a Igualdade de Gênero’ após adoção de ações efetivas em favor da igualdade no ambiente profissional. O selo será entregue pela Subsecretaria de Políticas para a Mulher no auditório do Semu, às 9h. 

Oito instituições ganham selo de Compromisso com Igualdade de Gênero em Campo Grande
Imagem: PMCG

O selo foi criado em 2017 e é inspirado nos sete princípios de Empoderamento das Mulheres, ditados pela ONU Mulheres Brasil. O selo é  concedido às instituições públicas e privadas, que se comprometem em adotar, no âmbito de sua esfera de competência, ações efetivas em favor da igualdade de gênero no mundo do trabalho.

Segundo o prefeito Marquinhos Trad, a ideia do selo é valorizar e reconhecer as mulheres de Campo Grande no âmbito profissional. “Pensamos na criação do Selo ‘Compromisso com a Igualdade de Gênero’ com o objetivo de servir como estratégia de integração da mulher, sem discriminação, nas instituições públicas e privadas do município de Campo Grande”.

A subsecretária de Políticas para a Mulher, Carla Stephanini ressalta que Campo Grande avança nas políticas públicas para a mulher, já que o Selo é uma inovação. “Sabemos que nós mulheres temos muitas barreiras para ultrapassar, uma delas diz respeito a desigualdade de gênero no mercado de trabalho, por isso, o selo é uma forma de não só reconhecer as instituições comprometidas com a igualdade entre homens e mulheres, mas serve também como uma forma de incentivar outras instituições a repensarem suas práticas adotadas e, assim, criarem mecanismos que valorizem a mulher”, diz.

Confira as instituições contempladas: Before Tecnologia da Informação, Novo Oeste Sistemas Ltda, Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação), Funsat (Fundação Social do Trabalho), Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Mato Grosso do Sul), CREA-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul) e Green Souk Mercado Natural.

Jornal Midiamax