Cotidiano

Número de mortes nos dois primeiros meses do ano em MS é 32% maior que 2020

As mortes registradas em Mato Grosso do Sul nos dois primeiros meses do ano superou em 32% as mortes no mesmo período de 2020. No mesmo ano, o número de óbitos cresceu 10,8% a mais em relação a 2019 em MS. De acordo com o Portal da Transparência dos Registros Civis do Brasil, que armazena dados […]

Mariane Chianezi Publicado em 06/03/2021, às 11h55 - Atualizado em 07/03/2021, às 08h30

(Foto: Ilustrativa/Arquivo Midiamax.)
(Foto: Ilustrativa/Arquivo Midiamax.) - (Foto: Ilustrativa/Arquivo Midiamax.)

As mortes registradas em Mato Grosso do Sul nos dois primeiros meses do ano superou em 32% as mortes no mesmo período de 2020. No mesmo ano, o número de óbitos cresceu 10,8% a mais em relação a 2019 em MS.

De acordo com o Portal da Transparência dos Registros Civis do Brasil, que armazena dados de todos os cartórios do país com base na Central de Informações do Registro Civil, do dia 1º de janeiro ao dia 29 de fevereiro de 2020, ano bissexto, foram 2.613 mortes.

No mesmo período de 2021, entre o dia 1 de janeiro ao dia 28 de fevereiro, meses em que a pandemia ainda continua fazendo vítimas, foram 3.447 óbitos registrados. No comparativo, foram 834 mortes a mais neste ano.

Para se ter uma ideia o quanto as mortes saltaram em Mato Grosso do Sul, em 2019, foram registrados em cartório 1.389 óbitos e 1.163 em fevereiro. Em relação a 2021, ano de pandemia, são 35% a mais de óbitos.

Em todos os casos, levando em conta dados dos últimos seis anos, a variação de morte nunca foi tão alta como o registrado em 2020, comparado com o ano anterior. Em 2020 MS bateu recorde no registro de mortes de acordo com o Portal da Transparência de Registro Civil.

Na tabela abaixo, você pode conferir o total de óbitos em Mato Grosso do Sul desde meados de 2015, quando se iniciou a divulgação dos registros cartorários no país:

Ano
Mortes em MS
2015¹8.100
201615.257
201714.870
201815.659
201916.365
202018.853

¹ primeiro ano do levantamento, iniciado no mês de junho

Fonte: Portal da Transparência dos Registros Civis

Jornal Midiamax