Cotidiano

Novas doses de vacina chegam nesta quinta-feira a municípios; veja quanto cada um recebe

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) iniciou, na manhã desta quinta-feira (04) a entrega das 27,8 mil doses da vacina CoronaVac aos municípios de Mato Grosso do Sul. Esta é a sexta remessa de vacina encaminhada pelo Ministério da Saúde ao Estado, o que já totaliza 286,4 mil doses de vacinas recebidas entre AstraZeneca/Oxford e Coronavac. […]

Gabriel Maymone Publicado em 04/03/2021, às 09h40

Foto: Leonardo de França, Midiamax.
Foto: Leonardo de França, Midiamax. - Foto: Leonardo de França, Midiamax.

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) iniciou, na manhã desta quinta-feira (04) a entrega das 27,8 mil doses da vacina CoronaVac aos municípios de Mato Grosso do Sul. Esta é a sexta remessa de vacina encaminhada pelo Ministério da Saúde ao Estado, o que já totaliza 286,4 mil doses de vacinas recebidas entre AstraZeneca/Oxford e Coronavac.

Ao Jornal Midiamax, a Secretaria informou que não há previsão para vacinação em novos grupos até o momento.  “Vamos seguir a aplicação da segunda dose nos idosos com mais de 80 anos”, garantiu.

Assim, do quantitativo recebido, 13.900 doses serão utilizadas como primeira dose. Destas, 10,56% devem ser utilizadas em trabalhadores da Saúde, com preferência para os com mais de 50 anos. Outros 89,44% serão direcionadas para idosos a partir de 80 anos.

Então, a outra metade das unidades, ou seja, 13,9 mil, devem ser utilizadas como segunda dose para vacinação. No entanto, imunizantes remanescentes do reforço da vacinação de idosos a partir de 80 anos “deverão ser empregados para o término da vacinação em idosos de 75 a 79 anos”.

Por fim, a SES destacou que os municípios podem iniciar a vacinação de idosos com idade entre 70 e 74 anos. Assim, a recomendação para início deste grupo é de que sejam utilizadas doses remanescentes da vacinação dos idosos a partir de 75 anos.

Ao Jornal Midiamax, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande informou que deve dar prioridade para as segundas doses dos idosos a partir de 80 anos. Assim, não há previsão para abertura de novas faixas etárias para vacinação contra Covid-19.

Jornal Midiamax