Cotidiano

Ministério da Saúde destina R$ 2,8 milhões para enfrentamento da Covid-19 a municípios de MS

O Ministério da Saúde destinou R$ 2,8 milhões a 12 municípios de Mato Grosso do Sul. O valor é destinado a custeio de Centros Comunitários de Referência e Centros de Atendimento para o enfrentamento da Covid-19. A medida é para ampliar e qualificar o acompanhamento de doenças crônicas, pré-natal e consultas de rotina com as demandas […]

Gabriel Maymone Publicado em 03/03/2021, às 09h05

Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios
Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios - Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios

O Ministério da Saúde destinou R$ 2,8 milhões a 12 municípios de Mato Grosso do Sul. O valor é destinado a custeio de Centros Comunitários de Referência e Centros de Atendimento para o enfrentamento da Covid-19.

A medida é para ampliar e qualificar o acompanhamento de doenças crônicas, pré-natal e consultas de rotina com as demandas também  relacionadas à infecção por coronavírus.

Para o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Parente, o cenário epidemiológico atual pede readequação da Atenção Primária, que tem um papel importante na campanha de vacinação, incluindo os Centros.

Por se tratar da porta de entrada para o Sistema Único de Saúde (SUS), a Atenção Primária tem um papel essencial na identificação de casos graves da Covid-19 logo no início. Além disso, o atendimento nas unidades de saúde, assim como nos Centros de Atendimento e nos Centros Comunitários, pode frear a transmissão do da Covid-19 ao conter a ida de pessoas com sintomas leves aos serviços de urgências ou hospitais.

O que são os Centros?

Os estabelecimentos fazem parte de um conjunto de ações elaboradas pelo Ministério da Saúde para ampliar a assistência à saúde durante a pandemia da Covid-19 no âmbito da Atenção Primária (APS). Criados em maio de 2020, eles atuam como ponto de referência da APS, aumentando o acesso à assistência em saúde dos brasileiros e brasileiras e organizando o fluxo de atendimento nas unidades.

Os Centros Comunitários de Referência para Enfrentamento da Covid-19 (criados pela Portaria nº 1.444) foram credenciados exclusivamente para os municípios que têm comunidades e favelas, conforme classificação territorial de aglomerado subnormal feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Já os Centros de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19 (criados pela Portaria nº 1.445), disponíveis para todos os municípios, atuam como ponto de referência da Atenção Primária dentro da rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). É importante que os serviços funcionem em locais de fácil acesso para a população, podendo ser estabelecimentos de saúde da APS ou outros espaços da comunidade (governamentais ou não).

Trata-se de uma estratégia que busca ampliar diagnósticos e atendimentos dos casos de síndrome gripal, proporcionando maior resolutividade da assistência a pessoas com sintomas leves relacionados à Covid-19 (e a pessoas não infectadas) e evitando sobrecarga das emergências e hospitais. Além disso, possibilita que as equipes de Saúde da Família e as equipes de Atenção Primária possam dar prosseguimento às ações da APS.

Veja quais municípios vão receber esses recursos:
MSAQUIDAUANAR$180.000,00
MSBANDEIRANTESR$180.000,00
MSDOURADOSR$420.000,00
MSFÁTIMA DO SULR$180.000,00
MSIGUATEMIR$180.000,00
MSJARDIMR$180.000,00
MSLADÁRIOR$180.000,00
MSMUNDO NOVOR$180.000,00
MSNAVIRAÍR$180.000,00
MSNOVA ALVORADA DO SULR$180.000,00
MSSELVÍRIAR$180.000,00
MSTRÊS LAGOASR$660.000,00
Jornal Midiamax