Cotidiano

Médico, indígena e idosa do Asilo São João Bosco serão os primeiros a serem imunizados em MS

Após a informação de que Mato Grosso do Sul receberá 158.766 doses da vacina contra o coronavírus, o Estado já conta com os primeiros pacientes a serem imunizados, em cerimônia simbólica no início da campanha de vacinação, a ser realizada a partir das 16h, no HRMS (Hospital Regional de MS): as primeiras doses da vacina […]

Mariane Chianezi Publicado em 18/01/2021, às 14h42 - Atualizado às 19h31

HRMS é referência no atendimento a pacientes com Covid-19. (Divulgação)
HRMS é referência no atendimento a pacientes com Covid-19. (Divulgação) - HRMS é referência no atendimento a pacientes com Covid-19. (Divulgação)

Após a informação de que Mato Grosso do Sul receberá 158.766 doses da vacina contra o coronavírus, o Estado já conta com os primeiros pacientes a serem imunizados, em cerimônia simbólica no início da campanha de vacinação, a ser realizada a partir das 16h, no HRMS (Hospital Regional de MS): as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 serão aplicadas em um médico, em uma indígena de 91 anos e uma idosa de 83 anos que vive no Asilo São João Bosco.

Conforme informações da SES, o médico Marcio Estevão Midom, tem 43 anos e é concursado no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) desde 2010. O profissional tem residência em Clínica Médica e Nefrologia e chegou a atender mais de 100 pacientes graves durante a pandemia que precisaram de ventilação mecânica. “A vacina é um raio de esperança a todos os brasileiros”, disse.

Também cotada para ser uma das primeiras moradoras do estado a ser imunizada, Domingas da Silva, de 91 anos, é indígena da etnia terena e vive na Aldeia Tereré. Além de Domingas, Maria Bezerra de Carvalho, de 83 anos, que reside no Asilo São João Bosco desde 2020, também deverá ser uma das primeiras pessoas de MS a receber a dose do imunizante.

As doses devem chegar a Mato Grosso do Sul ainda nesta segunda-feira (18) pelo Aeroporto Internacional de Campo Grande. Haverá uma solenidade no HRMS para o anuncio da vacina no estado e então, a vacinação dos primeiros moradores.

A distribuição das doses acontece após a deliberação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o uso emergencial da Coronavac e da vacina Astrazeneca, que será produzida na Fiocruz. De acordo com o Ministério da Saúde, a Força Aérea Brasileira vai fazer a entrega nos pontos focais e os estados fazem a distribuição local.

Na tabela da pasta federal, o público-alvo da primeira fase de imunização em MS é formado por 75.597 pessoas. A vacinação está prevista para ter início na quarta-feira (20).

Jornal Midiamax