Cotidiano

‘Maria Fumaça’ com um século de existência é reformada via acordo extrajudicial em MS

Maria Fumaça com mais de um século de existência é reformada com recursos obtidos graças um acordo extrajudicial firmado entre o município de Três Lagoas, a 324 quilômetros de Campo Grande, o MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) e a Cesp (Companhia Energética de São Paulo).  Conforme acordo, serão implantadas medidas na […]

Renan Nucci Publicado em 31/03/2021, às 15h27

Locomotiva vem sendo reformada em Três Lagoas. Foto: Divulgação
Locomotiva vem sendo reformada em Três Lagoas. Foto: Divulgação - Locomotiva vem sendo reformada em Três Lagoas. Foto: Divulgação

Maria Fumaça com mais de um século de existência é reformada com recursos obtidos graças um acordo extrajudicial firmado entre o município de Três Lagoas, a 324 quilômetros de Campo Grande, o MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) e a Cesp (Companhia Energética de São Paulo). 

Conforme acordo, serão implantadas medidas na área de infraestrutura urbana, tais como, restauração, revitalização e pavimentação das vias urbanas públicas, drenagem, reforma e revitalização das áreas verdes, notadamente as praças, bem como realizar investimentos em iluminação pública, restauração asfáltica de diversas vias dos bairros e de rotatórias. 

Além disso, o município deverá efetuar repasse de recurso para instituições, objetivando dar andamento a projetos e reformas, bem como restaurar o prédio do Consulado Português e adquirir motos para a Polícia Militar, entre outros. Algumas medidas já foram realizadas e outras estão em andamento.

Entre as cláusulas acordadas está ainda a recuperação do prédio das antigas oficinas de Pontes e Carpintaria do espólio da antiga estrada de Ferro Noroeste do Brasil, que compõem o acervo e bens cedidos ao município pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre ).

Está incluída também a restauração da Locomotiva a Vapor “Maria Fumaça”, marca Baldwin, modelo 405, fabricada no ano de 1920, restabelecendo os padrões originais e garantindo futura exposição junto à Estação Ferroviária, oferecendo, assim, a oportunidade para os cidadãos três-lagoenses, moradores e turistas conhecerem uma parte da história.

Jornal Midiamax