Cotidiano

Licitação de reforma do Estádio Morenão deve ser aberta em março com projeto da UFMS

O processo de licitação para a realização da reforma no Estádio Pedro Pedrossian, o “Morenão”, deve começar no próximo mês, a depender do projeto planejado pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que deverá ser entregue para o Governo do Estado até dia 12 de março. Com o prazo de entrega próximo ao […]

Gabriel Neves Publicado em 26/02/2021, às 12h13

Abertura de licitação para reforma depende de aprovação do projeto da UFMS. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Abertura de licitação para reforma depende de aprovação do projeto da UFMS. (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Abertura de licitação para reforma depende de aprovação do projeto da UFMS. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

O processo de licitação para a realização da reforma no Estádio Pedro Pedrossian, o “Morenão”, deve começar no próximo mês, a depender do projeto planejado pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que deverá ser entregue para o Governo do Estado até dia 12 de março.

Com o prazo de entrega próximo ao fim, o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, espera que o processo licitatório esteja concluído em dois meses e a obra entregue um ano depois, em meados de março de 2021.

O governo estadual afirma que irá injetar R$ 4,5 milhões nas obras do estádio. “Ficou combinado que a federal vai cuidar da reforma e da licitação, o governo do estado só irá enviar o dinheiro, só estamos aguardando o projeto da reforma que deve chegar no dia 12”, comentou Marcelo Miranda.

O mesmo projeto de revitalização do Morenão já teria sido enviado pela coordenadoria de obras e projetos da pró-reitoria da UFMS, em novembro de 2019, mas equipes da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) teriam identificado problemas de acessibilidade e mobilidade dentro do estádio, assim como na parte elétrica.

Segundo Marcelo Miranda, o projeto será reavaliado novamente após ser envaido pela UFMS, e caso não seja identificado nenhum tipo de problema, será liberado para que a universidade inicie o processo licitatório.

Marcelo ainda comentou que, seguindo esse cronograma, a reforma só ficaria pronta após a realização do campeonato estadual do próximo ano, impedindo que o local sedie grandes jogos estaduais.

Jornal Midiamax