Cotidiano

Indígenas recusam ser vacinados e 13,8 mil doses podem ser remanejadas para idosos em MS

O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, declarou, na manhã desta quarta-feira (24), que  13.848 doses de vacina contra Covid-19 que estavam destinadas a indígenas podem ser remanejadas para atender a idosos em Mato Grosso do Sul. Isso porque parte dos indígenas se recusou a receber o imunizante. “Houve essa sobra, parcela da população indígenas […]

Gabriel Maymone Publicado em 24/02/2021, às 12h07 - Atualizado às 18h13

A indígena Domingas, 91 anos, foi a primeira sul-mato-grossense vacinada contra a Covid-19. (Foto: Leonardo de França)
A indígena Domingas, 91 anos, foi a primeira sul-mato-grossense vacinada contra a Covid-19. (Foto: Leonardo de França) - A indígena Domingas, 91 anos, foi a primeira sul-mato-grossense vacinada contra a Covid-19. (Foto: Leonardo de França)

O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, declarou, na manhã desta quarta-feira (24), que  13.848 doses de vacina contra Covid-19 que estavam destinadas a indígenas podem ser remanejadas para atender a idosos em Mato Grosso do Sul. Isso porque parte dos indígenas se recusou a receber o imunizante.

“Houve essa sobra, parcela da população indígenas não quis acesso às vacinas, além disso teve quantitativo enviado maior pelo Ministério da Saúde, queremos com isso, construir possibilidade imunizar quem de fato está ávido, ansioso para ter acesso à vacina”, declarou o secretário, completando que a resposta do governo federal deve sair ainda hoje.

Conforme Resende, a quantidade de doses aplicadas foi suficiente para atender ‘parcela significativa’ desse grupo.

Mais doses a MS

Nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde confirmou o envio de 35,7 mil doses da vacina contra Covid-19 a MS. são 22,5 mil doses da AstraZeneca/Oxford e 13,2 mil da CoronaVac – produzida pelo Instituto Butantan.

De acordo com cronograma federal, as 22,5 mil doses da AstraZeneca serão aplicadas, sem reserva para 2ª dose e  destinadas da seguinte forma: 14.929 para idosos de 85 a 89 anos e 6.264 a trabalhadores de saúde.

Já para os imunizantes da CoronaVac os Estados devem separar a 2ª dose, ou seja: apenas metade das 13,2 mil serão aplicadas nesse momento. Então, serão 6.279 idosos com idade entre 80 e 84 anos que serão imunizados.

Jornal Midiamax