Cotidiano

Ilhados após uma semana, moradores de fazenda ganham passagem temporária por 14 dias

Após ficarem ‘ilhados’ por uma semana em região rural de Campo Grande, os proprietários de terras e moradores próximos da a ponte do Rio Anhanduizinho, na BR-040, ganharam uma passagem temporária por 14 dias. Os moradores estavam sem a possibilidade de sair ou entrar nas propriedades. Conforme Genici Gomes do Nascimento, uma fazendeira vizinha cedeu […]

Mariane Chianezi Publicado em 03/03/2021, às 17h38 - Atualizado às 17h46

Porteira fechada com corrente e cadeado. (Foto: Leitor Midiamax)
Porteira fechada com corrente e cadeado. (Foto: Leitor Midiamax) - Porteira fechada com corrente e cadeado. (Foto: Leitor Midiamax)

Após ficarem ‘ilhados’ por uma semana em região rural de Campo Grande, os proprietários de terras e moradores próximos da a ponte do Rio Anhanduizinho, na BR-040, ganharam uma passagem temporária por 14 dias. Os moradores estavam sem a possibilidade de sair ou entrar nas propriedades.

Conforme Genici Gomes do Nascimento, uma fazendeira vizinha cedeu o trecho como uma cortesia pelos próximos dias enquanto a situação é resolvida na Justiça. Cerca de 5 proprietários rurais procuraram 4ª Delegacia de Polícia Civil, informando que não há como entrar ou sair, em vista de que a ponte é o único local que possibilita a passagem.

A moradora disse à reportagem que ao retornar na fazenda nesta quarta-feira (3), entrou as criações, como galinhas e porcos mortos, além de parte do rebanho de ovelha que desapareceu.

“Essa vizinha abriu essa passagem por 14 dias e depois disse que vai fechar de vez e que a gente que se resolva na Justiça”, comentou. Os fazendeiros já estão sendo chamados para prestar prestar depoimento pelo delegado responsável. 

Nas imagens enviadas pelo canal de leitor Midiamax, no WhatsApp, as porteiras continuam fechadas com cadeados e correntes. No boletim de ocorrência, moradores alegam que o local pertence a um político.

Jornal Midiamax