Cotidiano

Equipes iniciam recapeamento da avenida Marechal Deodoro em Campo Grande

As equipes de obras começaram nesta semana os primeiros 250 metros de recapeamento da avenida Marechal Deodoro em Campo Grande. A avenida é o último braço do corredor Sudoeste do transporte coletivo, ligando os terminais Aero Rancho e Bandeirantes ao centro da cidade. Com o corredor, os ônibus têm faixa exclusiva  e o tempo de […]

Mylena Rocha Publicado em 10/03/2021, às 12h15

(Foto: Divulgação/PMCG)
(Foto: Divulgação/PMCG) - (Foto: Divulgação/PMCG)

As equipes de obras começaram nesta semana os primeiros 250 metros de recapeamento da avenida Marechal Deodoro em Campo Grande. A avenida é o último braço do corredor Sudoeste do transporte coletivo, ligando os terminais Aero Rancho e Bandeirantes ao centro da cidade. Com o corredor, os ônibus têm faixa exclusiva  e o tempo de espera os passageiros será reduzido. 

Parte da drenagem projetada para o trecho já ficou pronta após três semanas de obra e foram executados remendos nos trechos mais críticos do pavimento feito no final dos anos 70. Como a base do trecho (que começa na rotatória com as avenidas Bandeirantes e Manoel da Costa Lima) foi feita de solo cimento, os engenheiros da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) explicam que não haverá necessidade de remover o asfalto antigo. 

A drenagem também será mais simples, com tubulação no canteiro central e em algumas travessias de ruas transversais. Na pista contrária haverá tubulação no meio da pista, o que exigirá interdições pontuais do trânsito. A  expectativa do secretário Rudi Fiorese é que em três meses o recapeamento da pista centro/bairro (desde o terminal Bandeirantes) esteja pronto.

O projeto prevê a implantação de 1,1 km de drenagem e a execução de 5,5 km de recapeamento, além da implantação de 4 estações de pré-embarque. Será levada à Caixa Econômica Federal (agente financiador do Projeto de Mobilidade Urbana), recapeamento de uma das pistas da Rua Urubupungá , última rua do Bairro Guanandi, ligação entre as avenidas Thyrson de Almeida e Marechal Deodoro.

Projeto

A partir da rotatória com as avenidas Bandeirantes e Manoel da Costa Lima, início do trecho em  pista dupla, a faixa exclusiva de ônibus será implantada rente ao canteiro central. As estações de pré-embarque serão implantadas entre as ruas Tabira e Visconde de Suassuna; entre a Avenida  Panambi Vera e a Rua Guaraí; entre as ruas  Roney Paim Malheiros e Tenente Antônio João Ribeiro. A última estação será entre as ruas Eduardo Contar e Túlio Alves Quito.

A Avenida Marechal Deodoro e seu prolongamento, a Avenida Gunter Hans, que até 1980 era o trecho urbano da BR-060,  serve de linha divisória de duas regiões urbanas da cidade: Lagoa e Anhanduizinho, onde somente dois bairros; Aero Rancho e Coophavila 2, tem mais de  50 mil habitantes.

Os dois primeiros braços do Corredor Sudoeste do transporte coletivo já estão quase prontos. No trecho Guia Lopes/Brilhante, já foi feita as sinalizações horizontal e vertical, os semáforos estão instalados e a partir de março será concluída a implantação das  estações programadas para o trecho de 2,2 km. Os 3,8 km da Bandeirantes estão recapeados,  falta a instalação de 7 estação,  implantação de  mais 800 metros de drenagem na Rua Salim Maluf, que captará as águas pluviais desde a Avenida Joaquim Dornellas , eliminando um ponto de alagamento na Rua Brilhante.

(com informações da PMCG)

Jornal Midiamax