Cotidiano

Em MS, 94% das UTIs para síndrome respiratória e Covid-19 já estão ocupadas

Nesta terça-feira (9), 94,57% das UTIs destinadas para pacientes de Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Covid-19 já foram ocupadas. 

Dândara Genelhú Publicado em 09/03/2021, às 17h12 - Atualizado às 17h24

Pacientes estão internados em alas vermelhas e até centros cirúrgicos. (Foto: Divulgação / HRMS)
Pacientes estão internados em alas vermelhas e até centros cirúrgicos. (Foto: Divulgação / HRMS) - Pacientes estão internados em alas vermelhas e até centros cirúrgicos. (Foto: Divulgação / HRMS)

O avanço da pandemia do coronavírus em Mato Grosso do Sul já traz consequências diretas no sistema de Saúde. Nesta terça-feira (9), 94,57% das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) destinadas para pacientes de Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Covid-19 já foram ocupadas.

Assim, das 405 vagas disponíveis no Estado, 383 estão ocupadas. Além disto, 574 pacientes estão internados em leitos clínicos representam 52,18% das 1.102 vagas existentes.

Para a reportagem, foram utilizados microdados do Portal Mais Saúde, atualizados às 16h30 desta terça-feira (9). De acordo com os dados, aumentou para 957 o número de pacientes de Srag e Covid-19 atendidos em leitos de MS.

Na última segunda-feira (8), haviam 934 internações registradas em leitos do Estado. Ou seja, são 23 novos internados em 24h.

Das internações de hoje, 77% são de pacientes que foram infectados por coronavírus. Para isso, foram sobrepostos o número de pacientes internados por Covid-19, divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), e o total de vagas ocupadas em leitos por síndromes respiratórias.

Internações nas macrorregiões

De acordo com o boletim da SES, a maior ocupação de leitos de UTI do SUS (Sistema Único de Saúde) nesta quarta-feira (9) ocorreu na macrorregião de Campo Grande. Foram registrados 98% de internações, sendo 312 leitos ocupados. No entanto, o índice chegou a 100% de ocupação na última segunda-feira (8).

Em Dourados, a ocupação está em 97%. São 124 leitos ocupados dos 128 disponíveis. Com apenas 50 leitos ofertados, Três Lagoas atingiu 82% de lotação das UTIs. Na macrorregião restam apenas 9 vagas disponíveis para novas internações. Por fim, em Corumbá ainda são oferecidas 10 vagas, pois 62% dos 24 leitos estão ocupados.

Assim, o cenário é ainda mais crítico em alguns municípios de MS. Em Naviraí, 100% dos leitos de UTI estão ocupados. O município conta com apenas 10 leitos deste tipo. Já as internações em vagas clínicas estão em 105,56%, ultrapassando as 36 ofertadas.

Em Costa Rica também acabaram as vagas de UTI, os 10 leitos da cidade estão lotados com pacientes de Covid-19. Nova Andradina também registrou lotação máxima de leitos de terapia intensiva nesta quarta-feira (9). Assim, as nove vagas do município estão ocupadas.

Jornal Midiamax