Cotidiano

Em meio à pandemia, 13 cidades de MS já retomaram parcialmente ensino presencial nas escolas

Enquanto as escolas estaduais retornaram com ensino remoto nesta segunda-feira (1) e migrará para o híbrido em abril, algumas escolas municipais de Mato Grosso do Sul retomaram ensino presencial. Em meio à pandemia da Covid-19, 13 cidades do estado já estão, parcialmente, com alunos em sala de aula. Conforme o presidente da Assomasul (Associação dos […]

Mariane Chianezi Publicado em 01/03/2021, às 15h46 - Atualizado em 02/03/2021, às 08h39

Imagem ilustrativa | Reprodução
Imagem ilustrativa | Reprodução - Imagem ilustrativa | Reprodução

Enquanto as escolas estaduais retornaram com ensino remoto nesta segunda-feira (1) e migrará para o híbrido em abril, algumas escolas municipais de Mato Grosso do Sul retomaram ensino presencial. Em meio à pandemia da Covid-19, 13 cidades do estado já estão, parcialmente, com alunos em sala de aula.

Conforme o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul), Valdir Júnior, 66 municípios optaram pelo retorno das aulas remotas nas escolas e 13 retomaram às aulas híbridas, com parte dos alunos em casa e a outra parte, na escola.

A associação disse que não é possível informar quais cidades são as que decidiram retornar com o ensino híbrido diretamente, pois informações foram levantadas através de ‘ciência de quantitativo’. Na última semana, a SED (Secretaria Estadual de Educação) explicou que não havia retornado o ensino de maneira híbrida de vez, pois muitos prefeitos pediram mais um prazo para concluir compras de materiais de biossegurança para as cidades.

Ensino híbrido nas escolas estaduais

O ensino híbrido começará em MS a partir de abril, enquanto as aulas seguem remotas no estado, as escolas estaduais deverão organizar encontro presencial com os alunos nos próximos dias para a entrega dos materiais didáticos, uniformes e EPIs (Equipamento de Proteção Individual).

Conforme explicou a secretária Maria Cecília Mota, a SED está preparada para o ensino híbrido desde novembro, mas dependia do cenário diante da pandemia para promover o retorno gradual dos alunos às salas de aula.

“Poderíamos voltar com o ensino híbrido na segunda-feira, mas o Estado trabalha com os municípios e resolveu atender aos pedidos da maioria dos prefeitos. Diante disso, o ensino híbrido começa em abril”, disse a secretária.

Durante os primeiros 10 dias do mês de março, todos os alunos serão recebidos presencialmente nas escolas.

Jornal Midiamax