Cotidiano

Em dois meses, gasolina tem alta de 20% e diesel de 11% em Campo Grande

Diante dos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis, o Procon Campo Grande anunciou que irá divulgar tabelas com informações sobre os valores de revenda da gasolina nos postos da Capital. Conforme o levantamento do Procon, somente a gasolina já subiu 20,6% em Campo Grande desde o início do ano. Já o diesel teve alta de […]

Gabriel Maymone Publicado em 04/03/2021, às 11h56

 (Foto: Leonardo França/Midiamax)
(Foto: Leonardo França/Midiamax) - (Foto: Leonardo França/Midiamax)

Diante dos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis, o Procon Campo Grande anunciou que irá divulgar tabelas com informações sobre os valores de revenda da gasolina nos postos da Capital.

Conforme o levantamento do Procon, somente a gasolina já subiu 20,6% em Campo Grande desde o início do ano. Já o diesel teve alta de 11%.

Segundo a superintendência do consumidor, haverá o monitoramento mais incisivo do preço dos combustíveis para garantir  que o repasse nas bombas não ocorra em cima do estoque já existente nos postos.

Um decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) obriga postos de combustíveis em todo o país a  informar a composição do valor cobrado na bomba em painel em local visível. A Norma foi publicada na terça-
feira (23) fevereiro no Diário Oficial da União (DOU) e entrará em vigor em 30 dias.

A Secretaria-geral da Presidência da República informou que "a medida prevê mais clareza dos elementos que resultam no preço final e dará noção sobre o real motivo na variação de preços e fortalece um dos pilares da defesa do
consumidor, que é o direito à informação.

Série de aumentos

Desde o início do ano, a Petrobras promoveu 5 reajustes no preço da gasolina nas refinarias. A mais recente foi na última terça-feira (02), quando houve alta de 4,8% no preço da gasolina e de 5% no diesel.

Isso significa uma alta de R$ 0,12 no preço da gasolina para R$ 2,60 por litro e um acréscimo de R$ 0,13 no diesel para R$ 2,71 por litro.

E de conhecimento público que apenas no ano de 2021 aconteceram sucessivos aumentos nos valores da gasolina e do diesel nas refinarias. Em dois meses a gasolina subiu 20,6% e o diesel 11%, no valor cobrado.

Jornal Midiamax