Cotidiano

Durante desmontagem de ônibus, chamas de maçarico atingem sucata de ferro velho em Campo Grande

Fumaça chegou à condomínio que fica ao lado e moradores dizem conviver há 20 anos com problemas de sucatas

Danielle Errobidarte Publicado em 05/04/2021, às 18h14

Muro de ferro velho faz divisa com condomínio de 96 apartamentos.
Muro de ferro velho faz divisa com condomínio de 96 apartamentos. - (Foto: Fala Povo Midiamax)

Peças de um ferro velho localizado no Bairro Vila Albuquerque pegaram fogo nesta segunda-feira (5). O acidente ocorreu enquanto funcionários desmontavam um ônibus, para fazer sucata, utilizando um maçarico. Assustados com a altura da fumaça, vizinhos reclamaram de problema que persiste há 20 anos.

Conforme a síndica do Residencial Albuquerque I, Marlene da Silva Martinez, de 48 anos, o fogo começou por volta das 17h e foi ela quem acionou o Corpo de Bombeiros. “O muro faz divisa com o condomínio, e a fumaça invadiu todo o pátio”, relata.

A síndica afirma que não é a primeira vez que acidentes acontecem pelo manuseio do fogo pelos funcionários. “Aqui tem todo tipo de material, no momento eles estavam desmontando um ônibus e acho que se desesperaram, começaram a jogar mais entulho em cima para apagar, aí a fumaça foi subindo”, conta.

Em dias como hoje, com céu aberto e tempo seco, Marlene afirma que o lugar causa transtorno às 96 famílias que residem no condomínio. “Convivemos com a poeira, os mosquitos e ratos que vem do ferro velho. Apesar da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) fazer vistoria constante, os caminhões fizeram uma espécie de estrada para passarem”, afirma, lembrando que é preciso fazer dedetização constantemente no condomínio.

Por fim, ela afirma que é a terceira vez que os moradores precisam acionar o Corpo de Bombeiros para apagar incêndios no local, mas que é a primeira vez que o acúmulo de sucata, ônibus velho e tanques causa incômodo tão grande.

Jornal Midiamax