Desalojadas após enchente, famílias de Nioaque começam a voltar para casa

44 famílias ficaram ilhadas ou desalojadas, mas retorno será gradativo

Após sete dias de chuvas intensas no município de Nioaque, a 187 km da Capital, a Prefeitura de Nioque iniciou o retorno das 44 famílias que ficaram ilhadas ou desalojadas. Conforme o prefeito da cidade, Valdir Júnior (), alguns moradores já voltaram para suas casas e começaram o trabalho de limpeza nas propriedades afetadas.

Ainda de acordo com o representante do município, o nível do rio já abaixou 7 metros. Além disso, o apoio do de Jardim também foi finalizado. O Cras (Centro de referência de ) da cidade segue disponibilizando cobertores, lonas e marmitas para os afetados e cestas básicas, mediante cadastro no Centro de Referência.

Sobe o estado de , o prefeito ressalta que ainda estão sendo feitos levantamentos para o próximo passo. “Temos um prazo de estado de emergência e para enviar os prejuízos causados. Vamos fazer o levantamento na zona rural para alimenta o sistema da defesa civil”, finalizou.

Rio transbordou

Na terça-feira (19),  o grande volume de chuvas que caiu em Nioaque, afez o rio que corta a cidade transbordar e invadir casas, cobrir carros e até levar uma vaca rio abaixo.

Ao ver a vaca sendo levada pelo rio, uma moradora iniciou uma transmissão ao vivo por rede social. As imagens mostram uma cena desesperadora em que o animal fica enroscado embaixo da ponte em que a moradora grava o vídeo. “Olá só, gente, a vaca descendo. Tá enroscada, que judiação”, comenta.

A prefeitura informou que do dia 13 ao dia 19 de janeiro, Nioaque registrou 523 milímetros de chuva, cerca de 4 vezes mais que o esperado para todo o mês.

 (Instituto Nacional de ) emitiu alerta válido até às 17h desta quarta-feira (20) para risco de chuvas intensas na região. Há possibilidade de precipitações de até 100mm. Além disso, a previsão do tempo indica possibilidade de chuva para os próximos sete dias.

Desalojadas após enchente, famílias de Nioaque começam a voltar para casa
Mais notícias