Cotidiano

Ideal é ficar em casa, mas há dicas para tentar se proteger nas reuniões de Páscoa na pandemia

Algumas medidas de segurança devem ser tomadas para quem vai comemorar em família

Dândara Genelhú Publicado em 03/04/2021, às 13h08

Pessoas no centro de Campo Grande.
Pessoas no centro de Campo Grande. - Foto: Arquivo Midiamax.

Neste domingo (4) será comemorada a Páscoa, dia em que muitas famílias costumavam se reunir para celebrações e trocas de chocolates. No entanto, com a pandemia, as festividades mudaram, e as recomendações são para manter o isolamento social. Mas caso você se reúna com a família, é importante manter medidas de proteção para diminuir as chances de disseminação do coronavírus.

Pensando nisso, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) elaborou uma cartilha com recomendações de segurança. Porém, a Fundação destaca que “a forma mais segura de celebrar a Páscoa é ficar em casa apenas com as pessoas que moram com você”.

Assim, a Fiocruz afirma que se você vai receber convidados ou celebrar em outro local, automaticamente estará exposto a diferentes níveis de contágio. “Nenhuma medida é capaz de impedir totalmente a transmissão da Covid-19. Para diminuir os riscos, siga as orientações”, destaca.

Recomendações gerais:

  • Use máscara sempre que não estiver comendo ou bebendo;
  • Tenha um saco para guardar a máscara quando estiver comendo ou bebendo e a mantenha limpa e seca entre os usos;
  • Tenha uma máscara limpa extra, para o caso de necessidade de troca (tempo de uso, umidade ou sujeira);
  • Evite aglomerações e mantenha a distância de, pelo menos, 2 metros entre os participantes;
  • Evite apertos de mão ou abraços;
  • Dê preferência a locais abertos ou bem ventilados;
  • Evite o uso de ar-condicionado;
  • Lave as mãos com frequência durante o evento com água e sabão ou use álcool;
  • Não compartilhe objetos, como talheres ou copos;
  • Após tocar em objetos que estejam sendo compartilhados com outros convidados (ex: utensílios para servir a comida, jarras e garrafas), lave as mãos com água e sabão ou álcool.
  • Se for receber visitas em casa, as recomendações de segurança são que você:
  • Limite o número de convidados de acordo com o tamanho do espaço, permitindo que as pessoas mantenham distância de 2 metros entre si;
  • Oriente seus convidados a levarem suas próprias máscaras;
  • Evite música alta para que as pessoas não tenham que gritar ou falar alto. Caso alguém esteja contaminado com o vírus, lançará um número maior de partículas virais no ambiente;
  • Dê preferência a locais abertos ou bem ventilados. Evite o uso de ar condicionado;
  • Não deixe que os convidados formem las para serem servidos;
  • Oriente os convidados a não se sentarem todos reunidos na hora do almoço. Organize espaços separados para pessoas que moram juntas;
  • Tenha sabão e papel para secagem de mãos disponíveis no banheiro. Evite o uso de toalhas de pano; Disponibilize álcool em gel nos ambientes;
  • Utilize lixeiras com pedais para que as pessoas descartem seus lixos sem precisar colocar as mãos na tampa. Lave as mãos após esvaziar a lata de lixo.
Foto: Freepik.

Vai preparar alguma comida para todo mundo? É recomendado que:

  • Lave as mãos antes de preparar a comida e use máscara durante o preparo;
  • Limite o número de pessoas no ambiente em que a comida estiver sendo preparada ou manuseada;
  • Caso ofereça bebidas, disponibilize-as em embalagens individuais (latas ou garrafas), arrumadas em baldes com gelo, para que as pessoas possam se servir sozinhas;
  • Ofereça condimentos, molhos para salada ou temperos embalados individualmente, sempre que possível;
  • Evite o compartilhamento de utensílios para servir a comida. Pratos e bebidas em recipientes não individuais devem ser servidos por uma única pessoa. O responsável deve lavar as mãos antes de servir e sempre usar a máscara;
  • Após o evento, lave toda a louça em água corrente e com detergente, ou use a máquina de lavar louças.

Não participe de confraternizações se você:

  • Está com sintomas relacionados à Covid-19 ou já tem o diagnóstico da doença;
  • Ainda está no período de 14 dias desde que teve os primeiros sintomas relacionados à Covid-19 (mesmo que não tenha feito um teste de diagnóstico);
  • Está aguardando o resultado de um teste molecular para saber se está com Covid-19;
  • Manteve contato com alguém que teve a doença nos últimos 14 dias.

Por fim, a Fiocruz lembra que pessoas que fazem parte ou moram com alguém do grupo de risco para casos graves de Covid-19, a melhor opção é ficar em casa sem visitas. Apesar da vacinação contra o coronavírus ter sido iniciada em Mato Grosso do Sul, a medida mais eficaz para prevenção do vírus é o isolamento e boa higiene.

Jornal Midiamax