Cotidiano

Com recorde de pacientes no oxigênio, Campo Grande tem 34 mortes por covid em 24h

Município pode ter semana mais mortal da pandemia

Gabriel Maymone Publicado em 03/04/2021, às 19h38

Campo Grande tem recorde de pacientes com oxigênio
Campo Grande tem recorde de pacientes com oxigênio - Rovena Rosa / Agência Brasil)

No dia em que atingiu o pico de pacientes com covid utilizando oxigênio, Campo Grande registra 34 novas mortes pela doença, conforme boletim divulgado n a noite deste sábado (03) pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Conforme os dados, a Capital sul-mato-grossense chegou a 562 pacientes internados com uso de oxigênio, ou seja, 15 pacientes a mais que o registrado na sexta-feira (02). É o recorde da pandemia. Há uma semana, no dia 27 de março, havia 501 doentes utilizando o suporte, então, houve alta de 12% no período.

O informe revela ainda que Campo Grande teve 34 novos óbitos confirmados nas últimas 24h, atingindo o total de 1.966 mortes pela doença.

Até o momento, foram confirmados 86.567 casos da doença, sendo que 786 estão em isolamento domiciliar, ou seja, sem sintomas ou com sintomas leves. Outros 631 estão hospitalizados. Desses, 297 estão em estado grave em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e 324 estão em leitos clínicos. Ainda conforme a Sesau, 10 pacientes estão internados com covid em PAM (Pronto Atendimento Municipal).

Outro detalhe é que o número de pacientes idosos internados é menor. São  241 pacientes com 60 anos ou mais. Já na faixa etária de 41 a 60 anos são 284  hospitaliados. Dos internados, 102 possuem de 21 a 40 anos e 4 têm até 20 anos.

Na semana epidemiológica que termina neste sábado - mas ainda não foi encerrada, pois faltam contabilizar os casos até o fim do dia, já foram 122 mortes confirmadas e Campo Grande pode ter os 7 dias mais letais da pandemia. Até então, a mais mortal foi a semana que se encerrou no dia 27 de março, que registrou 137 mortes, 15 a mais que o verificado até agora.

Jornal Midiamax