Cotidiano

Com leitos 97% ocupados, Dourados registra 6 óbitos por coronavírus em dois dias

Além da lotação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), com 97% de ocupação, nas últimas 48 horas Dourados registrou seis óbitos em decorrência de complicações da Covid-19.  Todos são homens e tinham relatos de comorbidades, conforme boletim epidemiológico divulgado na tarde desta terça-feira (9). Os números divulgados pela Sems (Secretaria Municipal de Saúde) […]

Marcos Morandi Publicado em 10/03/2021, às 07h36

Professora protesta contra mortes, durante visita de ministro.(Foto: Marcos Morandi)
Professora protesta contra mortes, durante visita de ministro.(Foto: Marcos Morandi) - Professora protesta contra mortes, durante visita de ministro.(Foto: Marcos Morandi)

Além da lotação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), com 97% de ocupação, nas últimas 48 horas Dourados registrou seis óbitos em decorrência de complicações da Covid-19.  Todos são homens e tinham relatos de comorbidades, conforme boletim epidemiológico divulgado na tarde desta terça-feira (9).

Os números divulgados pela Sems (Secretaria Municipal de Saúde) também mostram mais 97 diagnósticos positivos da doença. Com isso o total pessoas infectadas pelo coronavírus chega a 21.523. Desses, 20.137 já foram recuperadas, mas 1.061 pessoas ainda estão em isolamento domiciliar.

Em relação a internações, a situação continua crítica. Conforme a Prefeitura de Dourados, dos 85 atendimentos em hospitais da cidade, 38 estão sendo feitos em leitos de enfermarias, enquanto que 47 estão em leitos de UTI.

A maior parte dos casos positivos da doença está concentrada no perímetro urbano, com 19.450 registros, seguido da Reserva Indígena Federal, com 840. Já nos distritos rurais foram identificados 129 casos e, em outras localidades, 54.

Durante a visita do ministro da Educação, Milton Ribeiro, na segunda-feira (8), funcionários do HU-UFGD (Hospital da Universidade Federal da Grande Dourados) e professores, fizeram protestos contra a falta de vacinas e com o crescimento no número de óbitos em decorrência de complicações da Covid-19.

Jornal Midiamax