Cotidiano

Com fumaça vista à quilômetros, fazendeiro de MS e multado por incêndio em assentamento

Um fazendeiro de 51 anos foi autuado, neste sábado (27), por incendiar hectares em um assentamento rural Santo Antônio de Itaquiraí, a 400 quilômetros de Campo Grande. A fumaça podia ser vista à quilômetros do local. De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), durante a operação Prolepse, de prevenção aos incêndios no Estado, as […]

Karina Campos Publicado em 28/03/2021, às 16h31

Cerca de 3,4 hectares foram consumidos pelo fogo. (Foto: Divulgação/PMA)
Cerca de 3,4 hectares foram consumidos pelo fogo. (Foto: Divulgação/PMA) - Cerca de 3,4 hectares foram consumidos pelo fogo. (Foto: Divulgação/PMA)

Um fazendeiro de 51 anos foi autuado, neste sábado (27), por incendiar hectares em um assentamento rural Santo Antônio de Itaquiraí, a 400 quilômetros de Campo Grande. A fumaça podia ser vista à quilômetros do local.

De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), durante a operação Prolepse, de prevenção aos incêndios no Estado, as chamas foram flagradas pela equipe. Segundo o proprietário, teria provocado o incêndio para melhorar o gradeamento da terra com tratores e que na área ele iria plantar lavoura de milho.

Cerca de 3,9 hectares foram atingidos pelo fogo e poderia ter sido maior. O infrator foi autuado, multado em R$ 4 mil e deve responder por crime ambiental.

Prevenção

A PMA de Dourados e de outras Subunidades que possuem regiões onde existem usinas sucroenergéticas  sob suas responsabilidades fiscalizatórias, estão realizando reuniões com gerentes e chefes de operações das empresas, para evitar os incêndios e, quando não for possível, que se realizem os trabalhos de queima de forma licenciada pelo órgão ambiental no período permitido, seguindo todas as condicionantes para se evitar a perda do controle e os prejuízos ao ambiente, bem como as autuações que impõem multas em valores financeiros altos.

Desde o início da semana, a polícia vem informando moradores, principalmente na região rural do Pantanal, para evitar os incêndios urbanos, de palhada da cana-de-açúcar e pastagens.

Jornal Midiamax