Cotidiano

Com festas clandestinas e rave, 52% da população ficou em casa em Campo Grande

A pandemia de coronavírus já completou um ano e desde então muita coisa mudou, mas uma das principais recomendações das autoridades de saúde continua valendo: o isolamento social. Apesar das recomendações, a população continua desrespeitando as normas de biossegurança. No último fim de semana, foram flagradas festas clandestinas e até rave com mais de 500 […]

Mylena Rocha Publicado em 01/03/2021, às 13h30 - Atualizado às 16h21

Bar com aglomeração em Campo Grande (Via WhatsApp)
Bar com aglomeração em Campo Grande (Via WhatsApp) - Bar com aglomeração em Campo Grande (Via WhatsApp)

A pandemia de coronavírus já completou um ano e desde então muita coisa mudou, mas uma das principais recomendações das autoridades de saúde continua valendo: o isolamento social. Apesar das recomendações, a população continua desrespeitando as normas de biossegurança. No último fim de semana, foram flagradas festas clandestinas e até rave com mais de 500 pessoas em Campo Grande. 

O lema do ‘fique em casa’ não se adequa à rotina de todos, já que muitos precisam sair de casa para trabalhar. Porém, para frear o avanço do coronavírus em Mato Grosso do Sul, os moradores precisam evitar aglomerações sempre que possível. 

Dados do portal Mais Saúde, da SES (Secretaria de Estado de Saúde) mostram que Campo Grande tem uma taxa de isolamento de 52,07%. Ou seja, pouco mais da metade da população ficou em casa no fim de semana. Vale lembrar que a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) é que essa taxa de isolamento seja de, no mínimo, 70%. O Ministério da Saúde é mais tolerante e pede 60%.

De 79 municípios de Mato Grosso do Sul, somente um atende a recomendação da OMS. A cidade de Jaraguari, a 47 km de Campo Grande, registrou 78,57% dos moradores em casa. Há quatro cidades com taxa de isolamento acima dos 60%: Bela Vista (66,67%), Deodápolis (62,50%), Ponta Porã (61,86%) e Terenos (61,34%). Confira a lista com as 10 cidades com melhores e piores taxas de isolamento:

Melhores taxas de isolamento em MS

  1. Jaraguari – 78,57%
  2. Bela Vista – 66,67%
  3. Deodápolis – 62,50%
  4. Ponta Porã – 61,86%
  5. Terenos – 61,34%
  6. Paranaíba – 56,60%
  7. Rio Brilhante – 54,84%
  8. Sidrolândia – 54,71%
  9. Coxim – 54,69%
  10. Naviraí – 53,97%

Piores taxas de isolamento em MS

  1. Ivinhema – 33,33%
  2. Ladário – 35,48%
  3. Glória de Dourados – 36,36%
  4. Itaporã – 39,29%
  5. Maracaju – 41,67%
  6. Amambai – 41,94%
  7. Costa Rica – 42,55%
  8. Água Clara – 44,44%
  9. São Gabriel do Oeste – 45,59%
  10. Mundo Novo – 45,45%
Jornal Midiamax