Cotidiano

Com 931 notificações de dengue em 7 dias, MS atinge média incidência da doença

Na última semana, MS registrou mais 931 notificações de dengue, são 2.896 casos provavéis e já atingiu média incidência da doença.

Dândara Genelhú Publicado em 25/02/2021, às 14h22 - Atualizado às 14h24

Larvas do mosquito da dengue se desenvolvem em acumulados de água. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
Larvas do mosquito da dengue se desenvolvem em acumulados de água. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - Larvas do mosquito da dengue se desenvolvem em acumulados de água. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Na última semana, Mato Grosso do Sul registrou mais 931 notificações de dengue. Assim, o Estado possui 2.896 casos provavéis e já atingiu média incidência da doença em menos de dois meses.

Então são 103,1 casos para cada 100 mil habitantes de MS. De acordo com boletim epidemiológico, publicado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), até quarta-feira (24) haviam 703 casos confirmados da doença no Estado.

Isto significa que nos últimos dias foram 187 novos casos confirmados em diversos municípios de MS. As cidades que mais registraram casos até o momento são: Três Lagoas (182), Campo Grande (116), Corumbá (106) e Rio Brilhante (96).

Além disto, nove municípios de MS já estão na faixa vermelha de incidência. Ou seja, estão com alta incidência já no segundo mês de 2021. Antônio João possui 1,2 mil casos para cada 100 mil habitantes, em Camapuã são 1,1 mil para a mesma quantidade de pessoas e em Selvíria são 1 mil infectados para a mesma proporção de moradores.

MS registrou a primeira morte causada por dengue em 17 de fevereiro. A primeira vítima fatal da dengue no Estado é um homem de 66 anos de idade e que tinha registro de comorbidades. Ele era morador de Dourados, a maior cidade do interior a 229 km de Campo Grande.

Jornal Midiamax