Cotidiano

Com 1,9 mil vagas em universidades de MS, Sisu abre inscrições nesta terça-feira

Fique atento, pois prazo vai até sexta-feira (09)

Gabriel Maymone Publicado em 06/04/2021, às 07h47

Inscrições são feitas pelo portal Sisu
Inscrições são feitas pelo portal Sisu - Reprodução

O Sisu (Sistema de Seleção Unificado) abre inscrições nesta terça-feira (06) para 1,9 mil vagas em duas universidades em Mato Grosso do Sul. O prazo para participar do sistema e ingressar em uma vaga de ensino superior vai até  sexta-feira (09).

Assim, este ano em MS, apenas duas instituições de ensino superior participam do Sisu: IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

As inscrições podem ser feitas pelo site do Sisu - que pode ser acessado clicando aqui.

Vagas em MS

No IFMS, são 1 mil vagas disponíveis em 17 cursos, todos com 40 vagas. Confira os cursos:

Agronomia, engenharia de alimentos, análise e desenvolvimento de sistemas, arquitetura e urbanismo, computação, engenharia civil, engenharia de pesca, engenharia elétrica, engenharia mecânica, gestão do agronegócio, jogos digitais, processos metalúrgicos, produção de grãos, química, redes de computadores e sistemas para internet.

Confira a disponibilidade por campus clicando AQUI.

Já na UFGD, são 929 vagas disponíveis para os seguintes cursos: artes cênicas, ciências sociais, geografia, história, letras, administração, agronomia, biotecnologia, ciências biológicas, ciencias contábeis, ciências econômicas, direito, educação física, engenharia agrícola, engenharia civil, engenharia de alimentos, engenharia de aquicultura, engenharia de computação, engenharia de energia, matemática, medicina, nutrição, pedagogia, psicologia, química, relações internacionais, sistemas de informação e zootecnia.

Confira a disponibilidade por disciplina clicando AQUI.

Enem adiado

A pandemia fez com que a prova do Enem 2020 fosse adiada para janeiro. Assim, várias universidades como a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) voltassem a admitir novos alunos através de vestibulares próprios.

Dessa forma, essas instituições abriram mão de oferecer vagas para alunos por meio do Enem, por causar incompatibilidade com o ano letivo.

Jornal Midiamax