Cotidiano

Com 1,6 mil casos de dengue em MS, sobe para 15 o número de municípios com alta incidência 

MS já confirmou 1.613 casos de dengue neste ano. Apenas nos últimos sete dias, foram 278 pessoas contraíram a doença no Estado.

Dândara Genelhú Publicado em 25/03/2021, às 16h43 - Atualizado em 26/03/2021, às 08h37

Larvas do mosquito da dengue se desenvolvem em acumulados de água. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
Larvas do mosquito da dengue se desenvolvem em acumulados de água. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - Larvas do mosquito da dengue se desenvolvem em acumulados de água. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Mato Grosso do Sul já confirmou 1.613 casos de dengue neste ano. Apenas nos últimos sete dias, foram 278 pessoas contraíram a doença no Estado. Assim, subiu para 15 o número de municípios que possuem alta incidência de casos de dengue.

Os dados foram divulgados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio de boletim epidemiológico, na última quarta-feira (24). Então, MS possui 5.549 casos prováveis da doença. Sendo que a incidência é de 197,5 casos para cada 100 mil habitantes do Estado, gerando média incidência de dengue.

Assim, 15 cidades de MS já possuem alta incidência. São elas: Antônio João (2,6 mil), Camapuã (1,9 mil), Corumbá (1,3 mil), Bataguassu (1,1 mil), Ladário (1 mil), Selvíria (1 mil), Três Lagoas (810), Inocência (619), Paraíso das Águas (583), Rio Brilhante (573), Água Clara (551), Figueirão (457), Itaquiraí (374), Santa Rita do Rio Pardo (354), Brasilândia (329). Os dados em parênteses são os casos para cada 100 mil habitantes dos municípios.

Até esta quarta-feira (24), Três Lagoas era o município com mais casos confirmados concentrados, com 512. Seguida de Corumbá com 275 casos, Rio Brilhante com 189 e Campo Grande com 128. Por fim, no Estado já foram confirmados três óbitos causados pela doença. Sendo um Corumbá, Dourados, Campo Grande.

Jornal Midiamax