Chuva causa enchente, alaga ruas e deve interditar entrada de cidade em MS

Secretário diz que é uma das piores enchentes dos últimos tempos

As chuvas tem causado estragos na cidade de Rio Brilhante, a 160 km de Campo Grande, e a Prefeitura estuda fechar a entrada do município. Logo na entrada da cidade, para quem vem da Capital, as ruas ficaram completamente alagadas e veículos têm dificuldade para transitar. Com 170 mm de chuva em cerca de 24 horas, é a maior enchente dos últimos anos.

O secretário de Infraestrutura, Paulo César Alves, explica que as chuvas intensas acabaram transbordando o córrego Arara e a rua de entrada da cidade ficou completamente alagada. “Temos uma equipe analisando a situação, vamos ter que interditar essa entrada. É a primeira vez na história que temos uma enchente desse porte”, afirma o secretário.

O secretário afirma que as ruas da cidade alagaram, mas a já escoou a água. A área mais crítica foi próxima ao córrego, onde as ruas continuam alagadas. Segundo Alves, não houve morador desalojado ou desabrigado na cidade.

“Não teve morador para fora de casa. Onde está alagado é na frente de hotel, de posto de gasolina”, diz o secretário, se referindo à rua Benjamin Constant, entrada da cidade para quem vem de Campo Grande.

Chuva causa enchente, alaga ruas e deve interditar entrada de cidade em MS
Passeio de caiaque em rua alagada de Rio Brilhante (Via )

Na segunda-feira (19), um vídeo inusitado de um morador ‘passeando’ de caiaque nas ruas de Rio Brilhante chamou a atenção. O secretário explica que o vídeo foi gravado no bairro Nova Rio Brilhante, que não está entre os locais mais atingidos. Ele afirma que o vídeo foi registrado em uma rotatória. “O pessoal está finalizando a pavimentação asfáltica, ainda não abrimos todas as bocas de lobo”.

Além do córrego Araras, outra preocupação é com os estragos causados nas estradas vicinais do município. “Está perto de começar a colheita. A Prefeitura irá arrumar os pontos críticos, para que possa escoar a safra”.

Chuva causa enchente, alaga ruas e deve interditar entrada de cidade em MS
Mais notícias