Cotidiano

Campo Grande registra 19 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas

Campo Grande registrou 19 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgado na noite deste sábado (13). Ao todo, ainda segundo a Sesau, são 1.582 mortes causadas pelo coronavírus na Capital desde o início da pandemia, com 78.531 casos confirmados. Destes, 951 estão em […]

Diego Alves Publicado em 13/03/2021, às 20h23

 (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução) - (Foto: Reprodução)

Campo Grande registrou 19 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgado na noite deste sábado (13).

Ao todo, ainda segundo a Sesau, são 1.582 mortes causadas pelo coronavírus na Capital desde o início da pandemia, com 78.531 casos confirmados.

Destes, 951 estão em isolamento domiciliar, 422 em internação e 75.577 já se recuperaram da doença. Dos internados, 240 estão em leitos clínicos e 182 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).

Já Mato Grosso do Sul, segundo boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) na manhã deste sábado, tem 1.199 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, com registro de 3.584 mortes e 193.629 infectados desde o início da pandemia.

Em todo o Mato Grosso do Sul, 16 cidades possuem leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratar especificamente pacientes de Covid-19. Com o rápido avanço da doença no estado, novas confirmações de casos e pacientes com quadros se agravando, estes leitos são requisitados diariamente. Assim, 13 destes municípios estão em estado crítico de lotação nesta sexta-feira (12).

Existem ainda, nove cidades que estão com lotação máxima nas UTIs. Os dados levantados pelo Jornal Midiamax são do Portal Mais Saúde, disponibilizado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), atualizados até às 17h20.

Dentre todos os municípios, Campo Grande é o único que sofre de superlotação. Ou seja, atende mais pacientes que o número de leitos existentes nos registros. São 106,7% de ocupação dos leitos de UTI Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Covid-19. Assim, são 239 pacientes atendidos na cidade, sendo que são apenas 224 vagas.

Jornal Midiamax