Campo Grande conclui contagem e profissionais da saúde e asilados receberão 26,8 mil doses

Idosos de 75 anos da população geral não serão vacinados até chegada de próxima remessa de doses

O número de doses da – vacina para – recebida em Campo Grande foi de 26.898 doses, acima da previsão de 23.932 doses informada inicialmente. Apesar do número maior do que o esperado, a primeira etapa da vacinação abrange os profissionais da saúde que atuam na linha de frente e de idosos acima de 60 anos que estão em asilos e casas geriátricas. Na manhã desta terça-feira (19), profissionais do CRS (Centro Regional de Saúde) do bairro Tiradentes e idosos do asilo São João Bosco foram vacinados.

Assim, a previsão é de que das 13.449 pessoas a serem imunizadas, cerca de 11 mil sejam profissionais de saúde. O restante das doses será dividida entre os vacinadores, idosos e funcionários de asilos, pessoas com mais de 18 anos que estejam em residências inclusivas – destinadas para pessoas com deficiência física ou mental.

“Temos 70 mil trabalhadores da saúde em Campo Grande e vamos poder vacinar 13 mil pessoas. Nesse primeiro momento, não adianta ir em UPAs [Unidades de Pronto Atendimento] e posto de saúde achando que vai ser vacinado. As doses são apenas para os profissionais que trabalham lá”, ressaltou o secretário municipal de saúde, José Mauro.

Pré-cadastro

A prefeitura de Campo Grande lançou programa para cadastro dos grupos prioritários para a vacinação como pessoas com comorbidades e idosos acima de 75 anos. “É importante todos se cadastrarem, pois a partir disso que vamos ter como saber quantas pessoas vão receber a vacina e podermos criar a logística da vacinação”, explicou José Mauro.

secretário de saúde de Campo Grande, José Mauro
Secretário municipal de saúde, José Mauro, falou sobre importância de idosos fazerem cadastro. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Ainda conforme o secretário, quem estiver cadastrado terá prioridade na vacinação. “Mesmo quem não se cadastrar será vacinado, mas quem estiver no sistema da prefeitura terá prioridade, vai ser mais fácil identificar”, observou.

A prefeitura criou o site http://www.vacina.campogrande.ms.gov.br/, para o público iniciar o cadastro.

Já está definido que haverá um polo de vacinação no Ginásio do Guanandizão, com capacidade para vacinar cerca de 2,5 mil pessoas por dia. Além disso, deverá haver drives-thru para pessoas com dificuldade de locomoção e idosos. As unidades de saúde também devem oferecer os imunizantes e devem funcionar com horário estendido, informou o secretário municipal de saúde, José Mauro.

Vacinação já começou

Profissionais do CRS (Centro Regional de Saúde) do e idosos do asilo São João Bosco começaram a ser vacinados na manhã desta terça-feira (19).

“Sinto-me privilegiada por representar uma classe tão sofrida como a , principalmente nesse período de pandemia”, desabafou Flávia Crispini de Almeida, de 52 anos, a primeira a ser vacinada oficialmente em Campo Grande.

A chegada da vacina foi comemorada também no maior asilo do Estado. “Estávamos aguardando ansiosamente. Passamos um ano difícil e, agora, a expectativa é de que as coisas comecem a normalizar”, declarou Cléo Shama, superintendente da instituição.

Campo Grande conclui contagem e profissionais da saúde e asilados receberão 26,8 mil doses
Mais notícias