Cotidiano

Campo Grande coloca servidores do grupo de risco novamente no teletrabalho obrigatório

A Prefeitura publicou, no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (09) medida que obriga o regime de teletrabalho a servidores que fazem parte do grupo de risco para Covid-19. No dia 29 de janeiro, a prefeitura publicou decreto tratando sobre o expediente dos servidores municipais e apenas recomendou o trabalho remoto a esses […]

Gabriel Maymone Publicado em 09/03/2021, às 11h27

Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Divulgação)
Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Divulgação) - Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Divulgação)

A Prefeitura publicou, no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (09) medida que obriga o regime de teletrabalho a servidores que fazem parte do grupo de risco para Covid-19.

No dia 29 de janeiro, a prefeitura publicou decreto tratando sobre o expediente dos servidores municipais e apenas recomendou o trabalho remoto a esses servidores. Agora, a determinação é que eles façam o teletrabalho como forma de evitar sair de casa e contrair o coronavírus.

A medida é uma das ações que o município anunciou que irá adotar essa semana para conter o avanço da doença.

Conforme a publicação, devem fazer o teletrabalho os servidores:

  • Possuam doenças cardiovasculares ou pulmonares;
  • Possuam imunodeficiência de qualquer espécie;
  • Transplantados;
  • Maiores de 60 anos;
  • Gestantes;
  • Lactantes até o sexto mês após o parto;
  • Que apresentam os sintomas da doença transmitida pelo vírus COVID-19.

Conforme o texto, o expediente dos demais servidore será das 7h30min às 13h30min. Porém, a critério do titular de cada pasta, com o escopo de diminuir o fluxo de pessoal em setores com maior número de servidores, poderá haver divisão das equipes em dois expedientes, laborando metade no primeiro turno, das 7h30min às 13h30min, e os demais servidores no segundo turno, das 13h30min às 19h30min.

As disposições deste Decreto não se aplicam às áreas de infraestrutura e serviços públicos, saúde, segurança, assistência social e fiscalização que estejam atuando no combate à Covid-19.

Jornal Midiamax