Cotidiano

Bolívia fecha fronteira com o Brasil e limita acesso de moradores em três horas por dia

Na divisa com Corumbá, policiais bolivianos já realizavam o controle de acesso dos moradores

Mariane Chianezi Publicado em 02/04/2021, às 14h33

Policiais bolivianos já realizavam fiscalização na fronteira pela manhã
Policiais bolivianos já realizavam fiscalização na fronteira pela manhã - Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

O governo da Bolívia fechou, a partir desta sexta-feira (2), a fronteira com o Brasil devido a pandemia do coronavírus e, além disso, limitou o acesso dos moradores por apenas três horas por dia. Com o aumento no número de casos da doença em solo brasileiro, o governo boliviano decretou medida que impede a entrada de brasileiros no território. 

Conforme o Diário Corumbaense, as cidades de Puerto Quijarro e Puerto Suárez, que fazem divisa com Corumbá, policiais bolivianos já realizam a fiscalização pela manhã.

Segundo informações, moradores bolivianos testaram positivo para a doença e duas pessoas morreram após terem estado em solo brasileiro no dia 13 de março para uma festa de casamento. Seis pessoas, que também estiveram no evento contraíram a doença, conforme apontou o Ministério da Saúde da Bolívia. 

Comandante da polícia boliviana, Franklin Villazon, disse ao Diário Corumbaense que a fronteira permanecerá fechada por sete dias, conforme determina o decreto nacional. Porém, o tráfego de pessoas e veículos ficará aberto durante três horas por dia, apenas para moradores das cidades fronteiriças, ou seja, Corumbá, Ladário, Puerto Quijarro e Puerto Suárez, únicos autorizados a circular nessa faixa entre os dois países.

"Existe a flexibilização de três horas para que os moradores fronteiriços de ambos os lados possam realizar atividade especificamente comercial. Logo após essas três horas de flexibilização, a fronteira ficará fechada até o dia seguinte. Serão exigidos documentos de identidade, comprovando que essas pessoas são moradores da área de fronteira dos dois países e a partir disso, vamos autorizar o ingressos delas”, comentou Villazon.

A abertura, nestes sete dias, será das 09h às 12h. Já em relação aos viajantes que chegam todos os dias em Corumbá, boa parte deles, bolivianos que saem de São Paulo, com destino à Bolívia, o comandante informa que, o Consulado Boliviano, que fica em Corumbá deve ser procurado. “A norma estabelece que os viajantes devem realizar a gestão de entrada no País através do Consulado. Existe flexibilização, como na saúde, onde as pessoas também devem procurar o Consulado”, afirmou.   

Jornal Midiamax