Cotidiano

Após reparos, trânsito é liberado na via de acesso ao Jardim Aeroporto

O trânsito da ponte sobre o córrego Imbirussu, na avenida Wanderley Pavão, foi liberado na manhã desta quinta-feira (11) em Campo Grande. A avenida é via de acesso ao Jardim Aeroporto, Residencial Búzios e à Vila Popular. Foram 13 dias de serviço para recompor e reforçar o aterro de uma das cabeceiras, que foi parcialmente […]

Mylena Rocha Publicado em 11/02/2021, às 11h31

Foto: PMCG
Foto: PMCG - Foto: PMCG

O trânsito da ponte sobre o córrego Imbirussu, na avenida Wanderley Pavão, foi liberado na manhã desta quinta-feira (11) em Campo Grande. A avenida é via de acesso ao Jardim Aeroporto, Residencial Búzios e à Vila Popular. Foram 13 dias de serviço para recompor e reforçar o aterro de uma das cabeceiras, que foi parcialmente levada pela correnteza do córrego após as chuvas de janeiro.

Segundo a Prefeitura, foram usadas 20 toneladas de massa asfáltica, 15 trabalhadores, além de várias máquinas e caminhões para recompor o pavimento na cabeceira da ponte. O serviço final foi o de limpeza da pista e será concluído com a reconstrução de trechos do meio-fio.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, nestas quase duas semanas desde a interdição do trânsito sobre a ponte, o trabalho basicamente consistiu no reforço do aterro da cabeceira. O local foi “blindado” da correnteza com a construção de uma parede de pedra e concreto para evitar que quando o nível do córrego aumentar por causa da chuva nas suas cabeceiras, a correnteza leve o barranco, provocando erosão, deixando as vigas de sustentação da ponte descobertas de aterro como ocorreu desta vez

Além desta frente de serviço na avenida Wanderley Pavão, as equipes da Sisep conseguiram liberar nesta quinta (11) o tráfego na Rua Barnabé Honório da Silva, na ponte sobre o Rio Anhanduí, no Jardim Colorado. Perto de uma das cabeceiras, o asfalto afundou sob o peso do tráfego de veículos num local onde a enxurrada levou uma parte da drenagem. Foi necessário reinstalar a tubulação e reconstruir o poço de visita.

As chuvas quase diárias das últimas semanas prejudicaram o andamento dos serviços. No local foi necessária a utilização de 15 toneladas de capa asfáltica. No Centro da cidade, na rua General Melo, quase em frente da Santa Casa, foram refeitos 40 metros de pavimentação, onde alguns trechos tiveram que ser reconstruídos porque a enxurrada arrastou a antiga tubulação.

A expectativa da Sisep e de até a próxima quinta-feira (11) liberar o trânsito em meia pista (sentido centro-bairro), na ponte sobre o Córrego Lagoa, na Avenida Panambi Vera. Técnicos da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) estiveram no local que receberá uma sinalização emergencial. Os motoristas que descem pela Avenida General Carlos Alberto Mendonça, chegarão ao centro pela Avenida Conde de Boa Vista, para isto terão de entrar a esquerda na Avenida Lúdio Martins Coelho e percorrer 500 metros até o acesso alternativo. Será construída uma parede de concreto sob a ponte, para proteger as margens da erosão provocada pela elevação do nível da correnteza.

(com informações da Sisep)

Jornal Midiamax