Cotidiano

Após três meses, só duas cidades aplicaram todas as vacinas contra covid em indígenas de MS

Desde o início da campanha, foram 57,6 mil doses aplicadas em indígenas do Estado

Dândara Genelhú Publicado em 06/04/2021, às 06h45

Indígenas em Dourados.
Indígenas em Dourados. - Foto: Marcos Morandi | Midiamax.

Em Mato Grosso do Sul a campanha de vacinação contra Covid-19 começou há quase três meses. Apesar de ter recebido 92.360 vacinas exclusivas para a população indígena, o Estado possui apenas duas cidades que aplicaram todas as doses que receberam.

Assim, 57.640 doses de imunizantes contra o coronavírus foram aplicadas em indígenas que moram em aldeias de MS. Dessas, 32.570 são em primeiras doses e outras 25.070 são de segundas doses.

Então, a cidade que mais aplicou doses da vacina contra Covid-19 em indígenas que vivem em aldeias, é Bela Vista. Até esta segunda-feira (5), eram 101,64% de cobertura vacinal. Assim, o município declarou ter aplicado 433 imunizantes.

Contudo, recebeu apenas 426 doses. Os dados são do Vacinômetro, portal alimentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), com informações passadas pelos municípios. Ou seja, a porcentagem de aplicação maior do que a quantidade de vacinas recebida, pode ser duplicação de informações.

Com apenas seis doses registradas para indígenas que vivem em aldeias, Rochedo aplicou 100% das vacinas. Caarapó pode ser a terceira a aplicar todas as doses, o município já usou 94,59% dos imunizantes que recebeu.
Até esta segunda-feira (5), Iguatemi é a cidade que menos aplicou doses de vacina contra Covid-19 em indígenas que vivem em aldeias. Isto porque apenas 35,71% das unidades que o município recebeu foram utilizadas.

Jornal Midiamax