Cotidiano

Após festa com ‘influencers’, prefeitura de Bonito irá intensificar fiscalização em balneários

A prefeitura de Bonito, a 296 quilômetros de Campo Grande, divulgou, nesta terça-feira (30), uma nota informando que deve intensificar a fiscalização em balneários e eventos clandestinos na cidade, para evitar festas e aglomeração, que descumprem os decretos contra o avanço da Covid-19. Segundo o município, a força-tarefa reúne a Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e […]

Karina Campos Publicado em 31/03/2021, às 08h28 - Atualizado às 09h01

Festa incomodou vizinhos em Bonito, MS
Festa incomodou vizinhos em Bonito, MS - Festa incomodou vizinhos em Bonito, MS

A prefeitura de Bonito, a 296 quilômetros de Campo Grande,

divulgou, nesta terça-feira (30), uma nota informando que deve intensificar a fiscalização em balneários e eventos clandestinos na cidade, para evitar festas e aglomeração, que descumprem os decretos contra o avanço da Covid-19.

Segundo o município, a força-tarefa reúne a Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e agentes fiscais de Postura e tributo.

“município já notificou e orientou 29 estabelecimentos, lavrou 4 autos de infração totalizando um valor total de 25 mil reais em multas. Na última quarta-feira, o prefeito fechou uma parceria com a polícia militar para intensificar as rondas no centro, bairros e vilas de Bonito e no Distrito Águas do Miranda”, informa.

No último fim de semana, influenciadores digitais realizaram uma festa de aniversário, na beira do rio, em uma chácara cidade. Pelas redes sociais, o grupo aglomerava sem nenhuma medida de biossegurança.

A Polícia Militar só foi ao local após um superior da Capital pedir providências para encerrar a festa, que já durava três dias. Caixas de som do DJ e o responsável pela festa foram levados para delegacia, e liberados após autuação. Cerca de 45 pessoas estão na chácara  

O Ministério Público Estadual instaurou um inquérito para apurar a fiscalização e o descumprimento de medidas no evento.

Não é possível que estas pessoas não tenham respeito ou empatia pelo que está acontecendo. Estamos batendo recorde em número de mortes no Estado”, disse o Promotor de Justiça Alexandre Estuqui Junior.

Jornal Midiamax