Cotidiano

Após feriado prolongado, taxa de contágio e casos de coronavírus voltam a crescer em MS

As tradicionais festividades do Carnaval foram canceladas neste ano em virtude da pandemia de coronavírus em Mato Grosso do Sul. Porém, apesar do feriado atípico, alguns trabalhadores tiveram folga e houve movimentação pelo estado. Pouco mais de uma semana depois do feriado prolongado, o comportamento da população já reflete nos números da pandemia em MS. […]

Mylena Rocha Publicado em 24/02/2021, às 11h50

Rua 14 de Julho, centro da Capital. (Foto: Leonardo França, Arquivo).
Rua 14 de Julho, centro da Capital. (Foto: Leonardo França, Arquivo). - Rua 14 de Julho, centro da Capital. (Foto: Leonardo França, Arquivo).

As tradicionais festividades do Carnaval foram canceladas neste ano em virtude da pandemia de coronavírus em Mato Grosso do Sul. Porém, apesar do feriado atípico, alguns trabalhadores tiveram folga e houve movimentação pelo estado. Pouco mais de uma semana depois do feriado prolongado, o comportamento da população já reflete nos números da pandemia em MS. Somente no boletim desta quarta-feira (24), foram mais de mil casos novos de Covid-19 confirmados. 

O secretário da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Geraldo Resende, afirma que o número de casos da doença tem crescido nos últimos dias e atribuiu o avanço da doença ao feriado prolongado em MS. 

“Temos a sinalização de que, infelizmente, teremos um acréscimo significativo de casos novos. A média nível e o número de internações está aumentando significativamente, principalmente em Dourados, Naviraí, Ponta Porã e também em Campo Grande. O Hospital Regional está hoje com o limite de sua capacidade em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)”, disse o secretário durante live da SES.

A média móvel de casos de coronavírus chegou a 835, a maior das últimas semanas em MS. O secretário ainda ressaltou que houve aumento na taxa de contágio. “É o resultado do fim de semana prolongado, mesmo sem Carnaval houve mobilidade intensa da população”. A taxa de contágio, que estava em 0,93 na última semana, chegou a 0,96 nesta quarta. 

Diante do aumento de casos, o relatório do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) deve apontar novas restrições para o município. Segundo Resende, o Conesul e as regiões de fronteira em MS têm causado preocupação.

Governo do Estado manteve ponto facultativo

Mesmo após recomendação da SES, o governador de Mato Grosso do SulReinaldo Azambuja (PSDB) decidiu manter o ponto facultativo para os servidores estaduais durante o Carnaval. Assim, 47 mil funcionários públicos ganharam folga entre os dias 15 e 17, embora as tradicionais festas do período estejam canceladas em função da pandemia de covid-19.

“O ponto facultativo já é uma tradição. Às vezes, as pessoas já têm um planejamento de vida para o Carnaval. O que nós não podemos ter é aglomerações”, disse na ocasião o governador.

Jornal Midiamax